30 de novembro de 2019

Combinaram de acabar com a gente, mas nós combinamos de continuar reagindo a eles


Pedro Borges, editor-chefe do Alma Preta. (FOTO/ Reprodução/ Facebook).

Seu Vermelho, um homem negro de 89 anos, foi assassinado a machadadas no dia 25 de Novembro. Juarez Xavier, homem negro de 60 anos, xingado de macaco e esfaqueado no 20 de Novembro, dia da Consciência Negra.

Fim do artigo 19 põe em risco liberdade de expressão na internet’, diz Carlos Affonso de Souza


Carlos Affonso Souza é advogado especialista em crimes digitais.
(FOTO/ Felipe Monteiro/ Gshow). 

O julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) do artigo 19 do Marco Civil da Internet, previsto para 2020, coloca em risco a liberdade de expressão e os diferentes modelos de negócio da internet brasileira. A opinião é de Carlos Affonso de Souza, diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro (ITS-Rio). O especialista em direito digital fala com propriedade sobre o assunto: Souza é considerado o ‘pai’ do artigo 19, um dos maiores pontos de debate durante o processo de construção do Marco Civil.

29 de novembro de 2019

Douglas Belchior: Na lógica racista, vale mais divulgar quando um negro faz algo errado do que quando centenas de negros lutam por um mundo justo


Douglas Bechior. (FOTO/ Reprodução/ Facebook).

Sobre a Fundação Palmares: engraçado como só há espaço na mídia, e nos Facebooks, quando um negro diz alguma besteira racista. Amanhã vai acontecer um encontro internacional com lideranças negras de mais de vinte países (sonhando com uma diáspora que seja fortalecimento e não separação colonial e racista dos negros do mundo!) em uma ocupação no centro de São Paulo. Não vi na Folha, no Estadão ou nos Facebooks. 

Hélio Santos: Fundação Palmares sitiada


Hélio Santos. (FOTO/ Reprodução/ Facebook).

Quando soube, ontem dia 27, dos absurdos ditos pelo atual titular da FCP, minha primeira reação foi a que pretendo reiterar a todas e todos aqui agora: NADA FAZER. Precisamente nada!

28 de novembro de 2019

Além da cota: historiador defende educação antirracista como ação afirmativa


O historiador Juarez Silva afirma que os resultados práticos das cotas
raciais são muito evidentes. (FOTO/ Antonio Lima/ A Crítica).

Comemorado no último dia 20, o Dia da Consciência Negra é um ‘dia de reflexão e de luta’ avalia o ativista negro e historiador Juarez Silva. Em entrevista ao A CRÍTICA, ele disse que a data não é comemorativa. 

"Não nos verás caídas ao chão", pois "temos compromisso com nossa ancestralidade", diz ativista Eliana


Eliana. (FOTO/ Reprodução/ Facebook).

Pauta do movimento negro, para muitas pessoas brancas é mimimi;
História da escravização do país sendo negada;

27 de novembro de 2019

Escalada autoritária do governo: confira as reações à declaração de Guedes sobre AI-5


Bolsonaro não quis comentar o tema e disse querer falar do seu novo partido, que
terá o número 38: "Eu falo de AI-38. Quer falar de AI-38?" / Mauro Pimentel/AFP.

 Não se assustem se alguém pedir o AI-5”, afirmou o ministro da Economia Paulo Guedes a jornalistas em Washington, nos Estados Unidos, nesta segunda-feira (25).

Amamentação prolongada: até quando amamentar seu filho?


Valéria amamentando. (FOTO/Nicolau Neto).

Texto sugerido por Valéria Rodrigues

Nossa, mas ainda sai leite ainda?”. “Esse leite não tem mais vitaminas.” “Nossa, vai mamar até ficar adulto?” Essas são apenas algumas das frases ouvidas pelas mães que optam por continuar amamentando seus filhos, mesmo quando eles não são mais tão bebês. E o número de mulheres que escolhe dar prosseguimento ao aleitamento mesmo quando o bebê já come diversos alimentos não é pequeno. Em uma pesquisa realizada no site da CRESCER, 23% das 664 participantes disseram que amamentaram os filhos até 1 ano, 16% até 1 ano e meio, 18% até 2 anos e 21% continuaram depois dos 2 anos.

26 de novembro de 2019

Bumba Meu Boi pode receber título de Patrimônio Cultural da Unesco



(FOTO/ Marcio Vasconcelos/ Acervo Iphan).


O tradicional Bumba Meu Boi do Maranhão pode receber o título de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco.

25 de novembro de 2019

Conheça as novas colunistas do Blog Negro Nicolau


Nova Colunistas do Blog Negro Nicolau. (Da esq. para a dir. Josyanne e Valéria).
(Montagem/ Blog Negro Nicolau).

Texto: Nicolau Nicolau

O Blog Negro Nicolau (BNN) está se tornando cada vez mais uma proposta coletiva. Ainda não é o que esperamos e desejamos, mas já é um bom começo. 

A cultura humilhada e relegada ao Ministério do Turismo


Protesto, em março de 2016, contra a extinção do Ministério da Cultura durante
ocupação do Palácio Capanema, no centro do Rio. (FOTO/ Tânia Rêgo/ El País).

No turbilhão de notícias políticas que agitam o Brasil, passou despercebida a grave decisão do presidente Jair Bolsonaro de relegar a cultura ao Ministério de Turismo. Assim que este Governo nasceu, percebeu-se imediatamente que a rica cultura brasileira seria a gata borralheira que não interessava a ninguém.

24 de novembro de 2019

Quatro jovens negros caririenses que você precisa conhecer


Quatro jovens negros caririenses que você precisa conhecer.
(Da esq. para a dir. Korolyne, Márcio, Júlia e Alan). (Montagem/Blog Negro Nicolau).

Texto: Nicolau Neto

Em meio as discussões sobre preconceito, discriminação e racismo que cotidianamente são manifestadas, principalmente contra aquelxs que lutam pela superação das desigualdades raciais, e tendo em consideração o mês da consciência negra, o Blog Negro Nicolau fez um levantamento mini biográfico de quatro jovens negrxs que são verdadeiros exemplos em ativismo nas causas negras:

Entenda o que é CONSCIÊNCIA RACIAL


(FOTO/ Reprodução/ Geledés).

No mês da Consciência Negra, Sueli Carneiro, filósofa, ativista e escritora, aponta a realidade da população negra, sobretudo às mulheres e os jovens. Fala sobre um cenário em que o racismo reforça o processo de inferiorização e estigmatização dessas pessoas.

23 de novembro de 2019

Ninguém mais vai calar o grito por liberdade


Manifesto da Mídia Negra no Brasil. (FOTO/ Reprodução).


Manifesto da Mídia Negra Brasileira

Nós, veículos e coletivos de Mídias Negras organizadxs em todo território nacional, que estivemos reunidxs entre os dias 10 e 13 de outubro de 2019 – no Seminário Genocídios Contemporâneos, Reagir é Preciso[1] (em Belo Horizonte – MG), e que nos agregamos a esta articulação política a partir de então, viemos por meio desta carta-manifesto informar:

Os negros são maioria no ensino superior público! Não é bem assim




Recentemente o IBGE divulgou que em 2018 os negros passaram a ser 50,3% dos estudantes de ensino superior da rede pública, a notícia foi amplamente divulgada nas mídias e nas redes sociais. Grande parte das manchetes exaltavam que pela primeira vez os negros eram maioria nas universidades públicas.

22 de novembro de 2019

Revolta da Chibata: 109 anos de um levante contra o racismo nas Forças Armadas


Pesquisadores afirmam que a maior parte da marinha brasileira era composta de
homens negros. (FOTO/ Divulgação).

Há 109 anos, o litoral do Rio de Janeiro era palco de um levante popular originado dentro de uma das estruturas mais conservadora no país, as Forças Armadas. A Revolta da Chibata, como ficou conhecida, eclodiu em 22 de novembro de 1910 e teve como protagonistas os trabalhadores da Marinha brasileira.

Conheça o filme “Vista Minha Pele” que trabalha as relações raciais nas escolas


Vista Minha Pele. (FOTO/ Reprodução/ YouTube).

Texto: Nicolau Neto

O filme Vista Minha Pele, produzido pelo CEERT e com o roteiro de Joel Zito Araújo e Dandara, foi lançado em 2003. Esta produção audiovisual é uma das pioneiras na discussão sobre o racismo no ambiente escolar, sendo também, uma das mais vistas sobre este tema.

21 de novembro de 2019

Força ancestral: dos 87 quilombos do Ceará, 35 são liderados por mulheres


Força ancestral: dos 87 quilombos do Ceará, 35 são liderados por mulheres.
(FOTO/ Reprodução/ Diário do Nordeste).

O Estado do Ceará tem quilombo? Cristina, Socorro, Cleomar e Maria responderão quantas vezes for preciso que sim. Mulheres negras e quilombolas, elas exercem cargos de liderança nas comunidades as quais estão vinculadas, em quatro geografias diferentes: região metropolitana, serra, litoral e sertão. E num processo de autoafirmação, resistem à tentativa de apagamento de suas narrativas ancestrais, levantando a voz para contar “a história que a história não conta”.

Professor Nicolau Neto conversa sobre políticas públicas e relações étnico-raciais na educação com altaneirenses


Professor Nicolau em conversa com altaneirenses sobre políticas públicas e
relações étnico-raciais na educação. (FOTO/ João Alves).

Texto: Valéria Rodrigues

Na manhã desta quarta-feira, 20, docentes, estudantes, secretários e secretárias do município de Altaneira, diretores das escolas da rede municipal e estadual e demais servidoras/es públicos reuniram-se no auditório da Secretaria de Assistência Social para participarem de uma conversa com o professor e ativista dos direitos civis e humanos das populações negras pelo Grupo de Valorização Negra do Cariri (GRUNEC), Nicolau Neto.

20 de novembro de 2019

Conheça Nicolau Neto


Nicolau Neto durante manifestação em Nova Olinda em 2016. 

O professor e ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, José Nicolau da Silva Neto, é um dos mais importantes sujeitos políticos atuantes contra o processo de discriminação na região do cariri e se tornou referência regional na defesa da educação para as relações étnico raciais. Nascido em 14 de março de 1986, na cidade de Assaré, no sul do Estado do Ceará, é filho dos agricultores João Nicolau da Silva e Neusa Lourenço da Silva, hoje aposentados.

A família composta por 10 filhos saiu de Assaré com destino a Altaneira, também no sul do Ceará em 06 de maio de 1990 e durante anos viveu de aluguel. Pouco tempo depois, o falecimento de um dos filhos, Edson, abalou a família. Com o pai trabalhando na roça e a mãe tendo que deixar de ajudar o companheiro na agricultura para trabalhar na vizinha cidade de Crato visando adquirir renda extra, o sustendo e a educação dos filhos foi garantida. Com muito trabalho conseguiram moradia própria.

Terceiro na lista dos mais jovens, Nicolau Neto sempre estudou em escola pública. Iniciou a vida estudantil aos 4 anos na Escola Municipal de Educação Infantil Disneylandia, hoje denominada de Escola Municipal de Educação Infantil Professora Fausta Venâncio. O Ensino fundamental foi feito nas Escolas Joaquim Rufino de Oliveira (antes um anexo da Escola 18 de Dezembro) e nesta própria. Concluiu o Ensino Médio na Escola Estadual Santa Tereza em 2006. Ainda neste ano prestou vestibular na Universidade Regional do Cariri (URCA), campus do pimenta, em Crato, vindo a figurar entre os 10 primeiros colocados para o curso de História.

No período da universidade, o jovem Nicolau teve a oportunidade de ter uma ampla formação educacional influenciada pelos valores de sua própria cultura e da cultura europeia. Com isso, o futuro professor e ativista político e social conseguiu diferenciar como o pensamento colonial se impôs no meio educacional, influenciando de forma decisiva o ambiente educacional, vindo a dizer quais os lugares que negros e indígenas podiam e deviam ocupar. Foi também no ambiente universitário que Nicolau teve a oportunidade de se inserir nas lutas e nos movimentos sociais que lutavam e ainda lutam contra as desigualdades sociais e contra a discriminação racial.

Seu ativismo veio junto com a função de professor, onde prestou seleção pública da Secretaria da Educação do Estado Ceará (Seduc) em 2012, vindo a lecionar História e Filosofia na Escola Estadual Santa Tereza, em Altaneira. Em 2013 deixa à docência para exercer a função de Assistente Técnico junto a Secretaria Municipal de Educação de Altaneira. Mas a paixão pela sala de aula falou mais alto e mais uma vez presta seleção pública e em abril de 2014 vai lecionar na recém-criada Escola Estadual de Educação Profissional Wellington Belém de Figueiredo, em Nova Olinda, que atende além de alunos desta, os de Altaneira e Santana do Cariri em regime de consórcio. Nesta instituição de ensino, Nicolau exerceu também a função de Diretor de Turma no Curso Técnico em Redes de Computadores. Seu trabalho voltado principalmente para atender uma educação para a cidadania, politização e para as relações étnico raciais levou a escola a ter reconhecimento nacional a partir do projeto “Cultura Afro-brasileira e Indígena”.

Em 2016, seu trabalho como professor foi mais uma vez interrompido, tendo que deixar a escola em março em virtude de ter logrado êxito em dois concursos públicos, em Nova Olinda e Altaneira. O namoro com a professora Valéria Rodrigues, hoje sua esposa e que conhecera naquela escola, o fez optar por Altaneira, pois esta também tinha passado neste mesmo concurso. Casado com Valéria, bacharel e licenciada em Biologia e hoje Agente Social, Nicolau tem uma filha, Beatriz. Antes de conhecer sua esposa, ele teve um filho, Saullo.

O ambiente escolar e as universidades sempre são os locais mais frequentados por Nicolau. Em 2012 resolveu fazer pós-graduação em Docência do Ensino Superior pela Faculdade Católica do Cariri (FCC), em Crato. Ao concluir o curso, Nicolau passou a fazer com constância palestras em escolas e em universidades, tendo como temáticas principais a educação, desigualdades sociais e raciais, preconceitos, discriminação, políticas afirmativas (como cotas raciais) e as leis 10.639/2003 e 11.645/2008 que versam sobre a obrigatoriedade da história e cultura africana e afro-brasileira e história e cultura indígena no ensino básico.

No dia 25 de junho de 2016, em um encontro em Crato, Nicolau resolveu integrar sua luta e defesa da cultura e igualdade para as populações afrodescendentes no Brasil junto ao Grupo de Valorização Negra do Cariri (Grunec). Naquela oportunidade, ele chamou a atenção para a volta de pautas que colocavam em riscos o direito da juventude pobre e negra deste pais, como, por exemplo, a Proposta de Emenda à Constituição que faz menção a Redução da Maioridade Penal (PEC 171/93), assim como aquela que tinha como objetivo colocar a margem e censurar as manifestações artísticas e sociais do Estado do Ceará através de um projeto de lei apresentado pela Deputada Silvana Oliveira com mandato pelo PMDB que disciplina, no âmbito do estado do Ceará, manifestações sociais, culturais e/ou de gênero e dá outras providências.

No dia 21 de julho de 2018 a Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe elegeu Nicolau como seu mais novo integrante para ocupar a cadeira de número 33. Ele percebeu a Academia como mais um espaço para buscar um reconhecimento pelo que cotidianamente luta e que externa também em forma de textos, se referindo as relações étnico-raciais e os efeitos dela resultantes, como as desigualdades e o racismo. Sua posse ocorreu em 12 de outubro de 2019 em Araripe, tendo como patrono João Zuba, o mestre da banda cabaçal de Altaneira.

Nicolau também exerce a função de Diretor-vice-presidente da Associação Beneficente de Altaneira (ABA), entidade mantenedora da Rádio Comunitária Altaneira FM. Por esta mesma entidade ele chegou a ocupar o cargo de Diretor de Programação na gestão 2015 – 2016.

Em 2018, Nicolau prestou concurso público para professor junto à Secretaria da Educação do Estado Ceará (Seduc), vindo a figurar na lista dos aprovados. Com a homologação ocorrida em 27 de dezembro de 2019, ele aguarda a sua chamada para ingressar no quadro de professores efetivos da rede estadual de ensino.

Além de professor, ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, membro da ABA e da Academia de Letras, Nicolau também é blogueiro. Ele atua na blogosfera desde de abril de 2011. Nunca usou o espaço para práticas de sensacionalismo e de elitismo para conseguir mais acessos. O único objetivo como bem demonstra o painel do blog é estar sempre A SERVIÇO DA CIDADANIA, EMPODERAMENTO e DIVERSIDADE e, para tanto, sempre buscou oportunizar os menos favorecidos, os que por algum motivo não tem voz através da comunicação. O Blog, inclusive, se tornou uma importante ferramenta pedagógica e coletiva visto que abriu espaço para escritores e escritoras. Atualmente conta com três colunistas.

19 de novembro de 2019

Onde é feriado no dia 20 de novembro? Confira a lista


Zumbi dos Palmares. (FOTO/Reprodução).

O Dia da Consciência Negra é comemorado na data da morte de Zumbi dos Palmares, em 20 de novembro. Ele foi o último líder do maior quilombo no período colonial, o de Palmares.

18 de novembro de 2019

Brasil tem mais de 300 células nazistas em funcionamento


Brasil tem mais de 300 células nazistas em funcionamento.
(FOTO/Wikimedia Commons).


O Brasil contém 334 células nazistas em atividade no Brasil, de acordo com uma pesquisa feita por Adriana Abreu Magalhães Dias, antropóloga da Unicamp. A maioria dos grupos se concentra nas regiões Sul e Sudeste e se dividem em até 17 movimentos distintos, entre hitleristas, supremacistas/separatistas, de negação do Holocausto ou seções locais da Ku Klux Klan.

O problema do tratamento das questões raciais e de gênero como pautas identitárias


(FOTO/ Coletivo Di Campana).

O tratamento das questões racial e de gênero como questões identitárias é um problema porque ofusca as relações de exploração que estruturam essas construções. No caso da questão racial, a sublocação da força de trabalho negra na economia é evidente em estatísticas recentes do mercado de trabalho brasileiro.

17 de novembro de 2019

A um público de mais de 200 mil pessoas, Lula exaltou o povo nordestino. "Nordeste é exportador de dignidade"


Mais de 200 mil pessoas cantaram pela democracia com mais de 40 artistas
por mais de 8 horas de shows. (FOTO/ Ricardo Stuckert).

Em um discurso carregado de gratidão às pessoas que o apoiaram na Vigilía Lula Livre e por meio dos comitês espalhados por todo o país durante os 580 dias encarcerado na sede da Polícia Federal em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva  exaltou o povo nordestino no Festival com Lula Livre, no começo da noite de hoje (17), em Recife.

O ‘novembrismo’ da mídia


Carvall. 


Cobertura do mês da Consciência Negra mostra quão racista somos e precisa ser ampliada.

Na grande imprensa, o mês da Consciência Negra se consolidou como o período de se divulgarem dados sobre desigualdade entre negros e brancos.

16 de novembro de 2019

Ciclistas do cariri cearense pedem volta do altaneirense Higor Gomes as competições


Higor Gomes comemorando seu primeiro título no Municipal
MTB de Altaneira em 2014. (FOTO/ Reprodução/ Instagram).

Foi publicada na manhã da última quinta-feira (14/11) no perfil @mtbaltaneira na rede social Instagram a imagem do primeiro título do ciclista Higor Gomes no Municipal MTB de Altaneira em 2014.

Em programa de rádio, professor Nicolau diz não querer concorrer a nenhum cargo político em Altaneira


Em programa de rádio, professor Nicolau diz não querer concorrer a nenhum
cargo político em Altaneira. (FOTO/ Flávia Regina).

Texto: Valéria Rodrigues

O radialista e servidor público João Alves, conhecido popularmente por Garoto Beleza, entrevistou na tarde desta sexta-feira, 15, no jornal local “Notícias em Destaque” da Rádio Comunitária Altaneira FM, o historiador, professor, palestrante, blogueiro e ativista dos direitos civis e humanos das populações negras pelo GRUNEC e membro da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE, Nicolau Neto.

15 de novembro de 2019

Taxa de jovens negros no ensino superior avança, mas ainda é metade da taxa dos brancos


Taxas de jovens negros no ensino superior avança, mas ainda é metade da taxa
dos brancos. (FOTO/Reprodução/Blog Gonzaga Patriota).


Dados da Síntese de Indicadores Sociais 2019 do IBGE divulgados nesta quarta mostram que a Lei Federal de Cotas acabou contemplando mais brancos de baixa renda e escola pública do que os negros, diz especialista da Educafro.

População negra em Altaneira é maioria


População negra em Altaneira é maioria. Na imagem, o prof. Nicolau em diálogo
com estudantes da ETI 18 de Dezembro, em Altaneira. (FOTO/Cláudio Gonçalves).

Texto: Nicolau Neto

Entre 2012 e 2018, o número da população do Estado do Ceará que se declarou preta dobrou. A informação tem como base os dados publicados este ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a partir da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua 2018.

14 de novembro de 2019

Avanço da população negra no ensino superior é fruto da luta do movimento negro, avaliam educadores


Dados do IBGE revelam que, pela primeira vez, negros são maioria nas universidade
públicas. (FOTO/Mídia Ninja).

Demorou 131 anos para que os negros, descendentes de pessoas escravizadas no Brasil até 1888, representassem pela primeira vez mais da metade, 50,3%, dos estudantes matriculados no ensino superior público. É o que revela o levantamento “Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil”, divulgado nesta quarta-feira (13), pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Ler mulheres negras o ano inteiro, por Stephanie Borges


Mulheres negras são poderosas e perigosas —
Audre Lorde fotografada por Robert Alexander/Getty Images.

Se você também suspira quando chega a época do ano em que as pessoas se animam com um feriado regional, mas essas mesmas pessoas também fazem comentários do tipo “não existe o dia da consciência branca”, talvez compreenda meu estado de espírito ao cometer este texto. Por um lado, há quem tenha interesse e precise de indicações para começar a ler mais autoras negras, mas, como alguém que tem lido cada vez mais e escrito a respeito sempre que uma obra me comove, há tempos desejo que o Mês da Consciência Negra se torne um pretexto cada vez menos necessário.

13 de novembro de 2019

Equipe do Site CEERT recomenda Blog Negro Nicolau como referência


Equipe do Site CEERT recomenda Blog Negro Nicolau como referência.
(FOTO/Reprodução/Instagram).

Texto: Nicolau Neto

O Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT) é uma organização não-governamental brasileira que foi fundada em 1992. A ONG procurara garantir os direitos da população negra apoiando a luta pelo fim das desigualdades étnico-raciais e o preconceito existente. O CEERT desenvolve projetos que procuram facilitar à população negra ter acesso igual na justiça e no trabalho. A iniciativa do projeto veio de 3 pessoas, Hédio Silva Jr, Ivair Augusto Alves dos Santos e Maria Aparecida Silva Bento.

Fim do DPVAT por Bolsonaro tira cerca de R$ 3 bilhões por ano do SUS




Na última segunda-feira (11), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) determinou o fim do seguro obrigatório DPVAT, que indeniza vítimas de acidentes de trânsitos. Decisão também terá impacto no Sistema Único de Saúde (SUS), que recebia 45% dos recursos arrecadados pelo seguro. Entre 2008 e 2018, foram repassados R$ 33,4 bilhões ao SUS, o que equivale a uma média de R$ 3 bilhões por ano à saúde.

12 de novembro de 2019

Chuta que é macumba, por Henrique Cunha Junior


Professor Dr. Henrique Cunha Jr. (FOTO/Reprodução/Facebook).

Problemas problemáticos dos problemas das educações formais e informais coletivas que não atentamos para os problemas como formas de racismos e como violação dos direitos de uma parcela da população.

A cultura foi reduzida a lugar secundário na estrutura do governo”, diz Gilberto Gil


Gilberto Gil. (FOTO/Gerard Giaume/Divulgação).

Texto: Nicolau Neto

O cantor Gilberto Gil criticou o papel irrelevante que a cultura tem assumido no governo Bolsonaro.  Para ele, “a cultura foi reduzida a lugar secundário na estrutura do governo”.

Textos de Carlos Marighella são reunidos em novo livro


O VOLUME REEDITA O RARO TEXTO POR QUE RESISTI À PRISÃO, DE 1965.
(FOTO/Reprodução/CartaCapital).

A Ubu Editora lança Chamamento ao Povo Brasileiro, uma reunião de ensaios, cartas, manifesto e poemas de Carlos Marighella. O livro de 320 páginas é luminar em ao menos dois sentidos. O primeiro por permitir que o pensamento do “inimigo número 1” da ditadura civil-militar volte a circular, evidenciando como parte essencial da história brasileira ainda é desconhecida pela maioria. E também pela trágica atualidade dos escritos, que giram em torno de 1929 a 1969, mas abrigam paralelismos sem precedentes com o que está acontecendo no Brasil de hoje.

11 de novembro de 2019

Candomblé: resistência, preservação e reconhecimento da culinária afro-brasileira


Acarajé, bobó de camarão e abará são alguns dos alimentos ligados ao candomblé
(FOTO/ Divulgação/Brasil de Fato).

A religião de matriz africana entende o ato de comer como sagrado e forma de dialogar com a ancestralidade.

Senado aprova PEC que torna feminicídio e estupro crimes imprescritíveis e inafiançáveis


Senadoras comemoram aprovação da PEC. (FOTO/Ascom Simone Tebet).

O Senado Federal aprovou no último dia 7, por unanimidade, a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que inclui o feminicídio e o estupro no rol de crimes inafiançáveis e imprescritíveis.

10ª edição do Desafio Pedal na Chapada em Crato contou com a participação de altaneirenses


Altaneirenses participam da 10ª edição do desafio pedal na chapada em Crato.
(FOTO/Jardel Foto Show).

Com a participação de 159 ciclistas cearenses, paraibanos e pernambucanos realizou-se na manhã de ontem (10/11) na Chapada do Araripe em Crato, Ceará, da 10ª edição do Desafio Pedal na Chapada 3 Horas MTB, organizado pelos empresários Carlos Alberto Pereira, mais conhecido por Beto Ciclos e Carlos Alberto Pereira Filho, o Betinho.

10 de novembro de 2019

Solenidade marca 02 anos de fundação da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe


Integrantes da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe.
(FOTO/Aristóteles Alencar/Arquivo do Blog).

Texto: Nicolau Neto

Diversos acadêmicos e acadêmicas se reuniram na tarde deste sábado, 09, no município de Araripe, na sede regional da Academia de Letras do Brasil (ALB/Araripe) visando comemorar os dois anos de fundação e instalação desta entidade.

III Marcha Regional das Mulheres Negras do Cariri terá como bandeira central Marielle Franco


Marielle Franco. (FOTO/Márcia Foletto/Agência O Globo).

Texto: Nicolau Neto

 Mulheres negras movem o Brasil contra o racismo, o machismo, a violência e pelo bem-viver: nossos passos vem de longe”. É com essa ideia que um conjunto de mulheres do município de Crato e adjacências ligadas a diversos movimentos sociais irão promover a 3ª edição da Marcha das Mulheres Negras do Cariri Cearense.

Livre, Lula faz sombra em Bolsonaro, que finge ignorá-lo


Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, 9 de novembro de 2019.
(FOTO/Ricardo Stuckert).


Um ano e sete meses separam as duas fotos quase idênticas que abrem este texto. Na primeira, Lula é carregado após discurso de despedida no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), antes de se entregar à Polícia Federal para cumprir pena em Curitiba. Na segunda, Lula é carregado após discurso de retorno, no mesmo sindicato, um dia após deixar a prisão.

9 de novembro de 2019

‘Estou com mais coragem de lutar do que quando saí daqui’, diz Lula em pronunciamento histórico


'Estou com 74 anos e não tenho o direito de ter ódio no meu coração', disse Lula.
(FOTO/Victor Saavedra/CartaCapital).

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está de volta à luta política e tem como questão de honra brigar para recuperar o país. Esse foi, em síntese, o recado de seu discurso histórico, proferido em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo, na tarde deste sábado (9), depois de ter sido solto ontem após 580 dias preso na sede da Polícia Federal em Curitiba.

Lula em liberdade repercute entre altaneirenses


Ex-presidente Lula ao deixar a prisão. (FOTO/Eduardo Matysiak).

Texto: Nicolau Neto

O juiz federal titular da 12ª Vara de Execuções Penais, Danilo Pereira Júnior, acatou na tarde desta sexta-feira, 08, o pedido de soltura do ex-presidente Lula feito por sua defesa. Lula, que ficou 580 dias preso em Curitiba pela Operação Lava Jato, aguardará a conclusão do seu processo em liberdade.

8 de novembro de 2019

Estudantes da Escola 18 de Dezembro participam de conversa com o professor Nicolau Neto

Professor Nicolau Neto em conversa com estudantes da
ETI 18 de Dezembro. (FOTO/Professora Josyanne Gomes).

Texto: Valéria Rodrigues

Estudantes que cursam o sétimo e o oitavo ano da Escola de Tempo Integral 18 de Dezembro, em Altaneira, no sul do Estado do Ceará, participaram na manhã desta sexta-feira, 08 de novembro, no auditório, de um momento de conversa com o professor e ativista dos direitos civis e humanos das populações negras pelo Grupo de Valorização Negra do Cariri (GRUNEC), Nicolau Neto.

Lula deixa a prisão e diz: “O lado podre do Estado brasileiro fez isso comigo”


Lula deixa prisão. (FOTO/Eduardo Matysiak).

O ex-presidente Lula deixou, na tarde desta sexta-feira 8, a prisão após o juiz federal titular da 12ª Vara de Execuções Penais, Danilo Pereira Júnior, acatar o pedido de sua defesa. Na saída, milhares de manifestantes esperavam o ex-presidente que fez um discurso emocionado. “O lado podre do Estado brasileiro fez isso comigo. O lado pobre da justiça, o lado pobre do MP, o lado podre da PF, o lado podre da RF. Trabalharam pra minimizar o PT, para minimizar o Lula”, disse o petista.

STF decide em defesa da Constituição e defesa de Lula pedirá soltura imediata


(FOTO/Mídia Ninja).

Depois do julgamento no Supremo Tribunal Federal, que decidiu por 6×5 pela inconstitucionalidade da prisão em Segunda Instância, ou seja, só poderão ser presos quando não houver mais recursos a serem julgados, o Comitê Lula Livre soltou nota, onde reforça o cumprimento da Constituição, a liberdade de Lula e a defesa da democracia.

7 de novembro de 2019

Deputados negros em parceria com ativistas negros protocolam PL para eliminar racismo institucional


Deputados e ativistas negros protocolam projeto de lei contra racismo institucional.
(FOTO/Richard Silva/PCdoB na Câmara).

Um grupo de deputados negros protocolou, nesta quarta-feira (6), um Projeto de Lei voltado ao enfrentamento do racismo institucional na administração pública.

6 de novembro de 2019

Partidos de oposição defende Reforma Tributária no lugar do pacote de Guedes

Parlamentares defendem avança da Reforma Tributária.
           (FOTO/Richard Silva/PCdoB na Câmara).

Partidos de Oposição criticaram nesta quarta-feira (6) as três propostas de emenda à constituição (PECs) apresentadas esta semana ao Congresso pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e pelo presidente, Jair Bolsonaro. As propostas, segundo o governo, visam a “reforma do Estado” e a “contenção de despesas”. No entanto, para os oposicionistas, os textos apresentados desorganizam o Estado e vão prejudicar a população. Os parlamentares defenderam a tramitação de uma reforma tributária justa e solidária no lugar do pacote econômico.

Dois municípios do Ceará poderão ser extintos com proposta do governo federal


Jair Bolsonaro, Paulo Guedes, Onyx Lorenzoni entregam o pacote ao presidente
do Congresso, Davi Alcolumbre. (FOTO/Agência Brasil).

O pacote de propostas elaboradas pela equipe econômica do Governo Bolsonaro para reformar o Estado brasileiro, entregue ontem ao Congresso, gerou reações distintas no meio político. Apoiadores do presidente elogiaram os esforços para equilibrar as contas públicas, enquanto os críticos da administração federal receberam o anúncio com ceticismo.