domingo, 17 de março de 2019

Conheça Galo Preto, o mestre do coco no nordeste


Conheça Galo Preto, o mestre do coco no nordeste. (FOTO/ Marcelo Santos Braga).

De origem quilombola do agreste pernambucano, Tomás Aquino Leão, mais conhecido por Galo Preto, é um dos mestres do coco nordestino. Desde os 8 anos imitava os emboladores da região já ensaiando suas rimas de improviso, mas só aos 81 anos teve oportunidade de gravar seu primeiro CD no ano de 2016. É um patrimônio cultural do Estado quando se trata de coco, repente e embolada. Já cantou com Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro e Arlindo dos Oito Baixos, dentre outros ícones da cultura popular e tradicional da região, e participou de programas de televisão como os do Chacrinha e do Silvio Santos.

Apesar da conquista e felicidade pela gravação de sua primeira obra, por outro lado o músico se entristece pelo fato de não ter recebido apoio através de políticas públicas e dos responsáveis pela cultura popular brasileira. Seu disco Histórias que andei foi contemplado no edital Rumo Itaú Cultural, e reúne 12 composições suas com arranjos de pandeiro e sanfona. Já tinha participado de discos com outros artistas, mas nada que fosse exclusivamente seu. Tudo sempre na improvisação, que é sua identidade musical.

Na entrevista realizada antes da sua apresentação na Lapa, no Centro do Rio de Janeiro, ele conta sobre seus primeiros contatos com a música e o episódio que o levou à prisão injustamente durante dois anos. Acusado de liderar um grupo de extermínio em 1992, quando na verdade estava prestando serviços de propaganda a políticos locais, acabou sendo solto por falta de provas. Após muitos anos produzindo jingles para políticos da região, faz críticas ao atual cenário nacional e à falta de incentivo aos músicos populares.
 
Artigo de Eduardo Sá. Clique aqui e confira integra da entrevista publicada originalmente no Caros Amigos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao comentar, você exerce seu papel de cidadão e contribui de forma efetiva na sua autodefinição enquanto ser pensante. Agradecemos a sua participação. Forte Abraço!!!