terça-feira, 22 de maio de 2018

Michel Temer anuncia Henrique Meirelles como pré-candidato à Presidência pelo MDB


Anúncio foi feito por Michel Temer durante um evento do partido. "Nós chamamos você para ser presidente do Brasil". (Foto: Beto Barata/PR).

Michel Temer anunciou nesta terça-feira (22) a candidatura do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles como pré-candidato à Presidência pelo MDB. Em sua fala, o presidente disse que desistiu de sua candidatura. "Nós chamamos você para ser presidente do Brasil", anunciou, fazendo referência a seu ex-colaborador.

O anúncio foi feito durante um evento do partido, em Brasília, realizado nesta manhã. Temer fez um discurso de 15 minutos no qual elogiou o ex-ministro que idealizou as reformas trabalhista e da Previdência. "Digo sem errar que o Meirelles é o melhor entre os melhores", afirmou, de acordo com informações do jornal Folha de S.Paulo.

Otimista, Temer afirmou que o país estará em "boas condições" para o próximo presidente. "Meirelles, você vai pegar o país com uma tranquilidade absoluta", prometeu.

A desistência do presidente de tentar a reeleição é anunciada no mesmo dia em que o governo reduziu a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2018 de 3% para 2,5%, de acordo com a publicação do Relatório de Despesas e Receitas do segundo bimestre (referentes a março e abril), apresentada hoje.

Em entrevista à RBA na semana passada, o economista Luiz Gonzaga Belluzzo fez duras críticas ao presidente e seu ex-ministro. "Eles (Temer e Meirelles) não têm noção de nada, não têm noção do que estão falando. Isso acontece na história da humanidade. Você está na mão de dois sujeitos que estão no planeta Netuno, não têm nada a ver com a realidade do seu país."

"As pessoas não percebem, mas são vitimadas por um sistema que concentra o poder e entrega a esses cidadãos que estou mencionando, que são provincianos, têm uma visão tola de como as coisas funcionam. Se tivessem uma visão mais clara, mais profunda, eles não proporiam essas coisas que propõem. Outro dia o Meirelles disse que a economia voltou a se expandir. Em que mundo ele está? Não sei", avaliou Belluzzo.

Segundo as pesquisas, Meirelles segue com índices que oscilam entre 1% e 2% das intenções de voto. Para a jornalista Helena Chagas, a candidatura, ainda assim, traria vantagens a seu partido. "O abastado ex-ministro, que fez fortuna como executivo do sistema financeiro, prometeu bancar do próprio bolso sua campanha, permitindo que o MDB use os recursos do fundo eleitoral para financiar os demais candidatos a governador e ao Legislativo. Os emedebistas têm milhões de motivos." (Com informações da RBA).

0 comentários:

Postar um comentário

Ao comentar, você exerce seu papel de cidadão e contribui de forma efetiva na sua autodefinição enquanto ser pensante. Agradecemos a sua participação. Forte Abraço!!!