sexta-feira, 25 de maio de 2018

Apesar da grande procura por combustíveis, único posto de Altaneira continua com estoque


Apesar da grande procura por combustíveis, único posto de Altaneira continua com estoque. (Foto: João Alves).

A paralisação dos caminhoneiros desde a última segunda-feira, 21, em virtude do aumento dos combustíveis fez com que se instalasse um clima apavorante em proprietários e proprietárias de veículos em todo o pais que com receio de desabastecimento passaram a fazer longas filas nos postos.

Houve relatos de falta de combustíveis em postos de grandes centros urbanos, como São Paulo, Mato Grosso, Rio de Janeiro e Distrito Federal.  Em alguns pontos, proprietários/as chegaram a mencionar aumento desenfreado e sem justificativas na gasolina.

Em Altaneira, na região do cariri, o risco de desabastecimento iminente fez com que o único posto de combustível tivesse longas filas. A procura começou cedo, mas notou-se que o número de pessoas aumentou consideravelmente por volta das 15h00 desta quinta-feira, 24,  e se estendeu até o anoitecer.

Por volta das 19h00 de ontem havia altaneirenses usando as redes sociais para indagarem se ainda tinha combustível no posto que fica localizado na saída da cidade para o município vizinho, Nova Olinda. Apesar da grande procura, os munícipes amanheceram com a informação de que o posto continua com estoque de gasolina e diesel.

Quanto ao outro problema mencionado, o aumento no preço durante as paralisações chegando a R$ 5,00 e até a R$ 8,00 o litro de gasolina em algumas cidades, professor e sindicalista altaneirense José Evatuil ao publicar vídeo do momento de desespero dos condutores legendou:

Olha a situação dos condutores de Altaneira.
Gasolina de 4,77 por litro e há o prenúncio que será desabastecimento do posto.Pir isso a correria para abastecer.Situação similar em Nova Olinda...”.

Essa prática do aumento quando quem abastece não tem outra opção é considerada abusiva e ilegal, devendo ser denunciada.

Em tempo.....

Ainda na quinta-feira a noite indaguei aos amigos e amigas. A pergunta que não quer calar: Por onde andam os paneleiros que gritavam forte a saída da presidenta Dilma, que eram contra a corrupção, o desemprego e contra o aumento dos combustíveis? O gás de cozinha já está em R$ 80, 00. O desemprego aumenta a cada dia e a corrupção..........

Lembrem que outubro tem eleição.

Mas há algo que desconfiei desde o início e que está se concretizando. A imprensa pouco disse sobre vandalismo, apoiou em algumas reportagens e no fim, o governo é exposto como o herói. "Cedemos em tudo o que nos foi solicitado", disse um dos ministros do Temer - o responsável por toda essa zona de desconforto -,  em uma cobertura quase que de minuto a minuto. Portanto, senhores e senhoras, o que a grande mídia diz é sim para ser motivo de desconfiança.

Já o professor de História da Universidade Regional do Cariri (URCA), Darlan Reis Jr enveredou por outro caminho:

Se o governo fez acordo somente sobre o diesel, foi porque os caminhoneiros são estratégicos para o sistema funcionar.
Quem usa gasolina fez o quê?
- Análises sobre a paralisação alheia.
- Nada.
- Correu para os postos para abastecer.
- Criticou o acordo do governo golpista com os caminhoneiros porque não se tocou na questão da gasolina, não obstante quem usa gasolina não ter feito nada”.


0 comentários:

Postar um comentário

Ao comentar, você exerce seu papel de cidadão e contribui de forma efetiva na sua autodefinição enquanto ser pensante. Agradecemos a sua participação. Forte Abraço!!!