sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Cantor Carlinhos Brown diz que Princesa Isabel libertou os escravos e apanha nas redes sociais


O músico Carlinhos Brown está provocando diversas críticas por conta de uma declaração sua, durante a sua participação do programa The Voice Brasil, da Rede Globo, na última quarta-feira (20). Na ocasião, ao se referir a uma participante refugiada do Congo, de nome Isabel, disse que a Princesa Isabel “trouxe para nós uma liberdade exclusiva. Uma mulher sensível, de pele clara, que libertou os negros da escravidão”.

Da Revista Fórum - O mais curioso é que na sequência de sua fala, se referiu aos negros na terceira pessoa: “Eles que vinham do Congo Brazzaville, eles que vinham de Angola, foram pra Bahia, foram pra Recife, mas vieram muito pra o Rio”.

A cantora e rapper Joyce Fernandes, conhecida como Preta Rara, declarou, através de sua conta no Facebook: "Quanta ingenuidade meu povo, cês esperavam o quê do Carlinhos Brown?

Esse vexame dele é caso antigo, ele é mais um bibelô pra branco dizer que sim somos todos iguais e que racismo não existe”, e acrescentou: “Nem todo preto pessoa pública é militante ou atento para as nossas questões e provavelmente acredita em meritocracia, papai Noel, unicórnio e que a questão é social nunca racial”.

Foto: Reprodução/ TV Globo.


2 comentários:

  1. Assisti há pouco tempo uma peça no Teatro Vila Velha em Salvador sobre racismo, gostei demais do enfoque. O nome é Cabaré da Raça e o grupo o de Teatro do Olodum. Quase duas horas de uma discussão cômica, trágica, realista. Muito bem feita. Deveria ser encenada em mais cidades, moro no Rio, por acaso estava lá e tive a oportunidade de ver. Não é fácil nesse país tratar de maneira séria e consistente o tema, a ignorância é grande. Foco na educação para tentarmos combater a cegueira e melhorar a cabeça, as falas e as atitudes das próximas gerações. A nossa... uns poucos bons exemplares capazes de abordar com seriedade o racismo no Brasil e seus terríveis desdobramentos - no Rio vivemos há anos um genocídio e poucos nomeiam assim...

    ResponderExcluir

Ao comentar, você exerce seu papel de cidadão e contribui de forma efetiva na sua autodefinição enquanto ser pensante. Agradecemos a sua participação. Forte Abraço!!!