segunda-feira, 4 de março de 2013

Mais de 2.000 eleitores escolhem novos conselheiros tutelares em Altaneira




Candidatos durante a apuração. Foto João Alves

A população de Altaneira conheceu no fim da tarde deste domingo, três (03), os novos nomes que irão compor o Conselho Tutelar. Eram quatorze nomes disputando cinco vagas. Desse número apenas uma disputava continuação à frente do órgão, a saber, a filha do ex-vereador Zé de Eneas, Mikaely que acabou não conseguindo renovar seu vínculo.

O processo eleitoral ocorreu na Escola Municipal 18 de Dezembro, situada na sede e em algumas localidades rurais, como nas escolas do distrito São Romão e nas dos sítios Serra do Valério e Taboquinha. Comparecerem ao todo, mais de duas mil pessoas, sendo que os votos válidos somaram 2. 578 (dois mil, quinhentos e setenta e oito). Um dado bastante significativo, afinal de contas trata-se de uma eleição facultativa, vindo a demonstrar o ato de cidadania dos altaneirense.

A votação teve início às nove horas da manha e se estendeu até às quatro horas da tarde, ocorrendo de forma tranquila, sem nenhum ato que fugisse a normalidade. Na oportunidade, presente e passado se encontraram, haja vista que os eleitores tiverem que votar aos moldes de outrora, em cédulas de papel que continha à lista de todos os candidatos.

Para os de idade mais avançada quase que nenhuma dificuldade em votar. “Fazia muito tempo que não votava assim”, disse o agricultor Manoel Santana. Os jovens, alguns, apresentaram certo estranhamento. È bem verdade que esses dados pode não ser um retrato de todo o processo eleitoral, pois são referentes às sessões 3, 4 e 117.

Tão logo se encerraram as votações, os presidentes de cada seção se dirigiram a sede da Secretaria do Trabalho e Assistência Social, onde ocorreu toda apuração. 

Com exceção da primeira colocada, o resultado demonstrou pouca diferença entre eles. Foram eleitos cinco titulares e cinco ficaram na condição de suplentes.

Vale destacar que a eleição dos novos componentes do conselho era para ter sido efetivada ano passado, mas em virtude do processo eleitoral para prefeito e vereadores, os antigos conselheiros ganharam mais um ano na função.

Apesar de a escolha ter sido em cédulas de papel, houve alguns votos que foram considerados nulos. De acordo com o CMDCA – Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, só era considerado voto válido aqueles em que havia marcado um x dentro do quadro.

Confira os eleitos e a quantidade de votos obtidos:
1º. Kelly - 339
2º. Cidinha – 248
3º. Simone – 246
4º. Mauricélia – 215
5º. Nenê – 214
6º. Felipe – 207
7º. Nana – 196
8º. Luciana – 178
9º. Mikaely – 171
10º. Junior – 122
11º. Elizete – 121
12º. Katia – 112
13º. Dandara – 105
14º. Didi - 104

 Confira mais fotos durante o momento da apuração:










Credito das Fotos: João Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao comentar, você exerce seu papel de cidadão e contribui de forma efetiva na sua autodefinição enquanto ser pensante. Agradecemos a sua participação. Forte Abraço!!!