quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Rádio Altaneira Fm e o Notícias em Destaque são muito distantes da realidade do Município




A RÁDIO ESTÁ SITUADA NO PRÉDIO
OCUPADO PELA ARCA

O altaneirense já aprendeu, mesmo que a trancos e barrancos e, diga-se de passagem, na maioria das vezes, incoerentemente, a se posicionar sobre os fatos que perpassam por sua realidade.

Nas esquinas, nos bares (porque não), nas calçadas, no campo de futebol, no ginásio poliesportivo, dentre outros espaços, o altaneirense e até mesmo aquele que não o é comenta, pergunta e discute os principais assuntos que afligem os munícipes, assim como aqueles que vêm ganhando maior destaque. Quem não se lembra ou nunca tenha comentado sobre os novos secretariados? Ou ainda sobre a escolha dos novos membros da mesa diretora do poder legislativo? Da Seca (que não é novidade)? Das péssimas condições dos serviços prestados pela Cagece?

Recentemente, o assunto mais intrigante que ganhou as ruas e mais ainda as redes sociais foi, não sem razão, a não realização dos festejos alusivos aos 54 anos de emancipação política do município. Antes, durante e depois o fato repercutia.

Faz- se necessário afirmar que os assuntos mencionados merecem atenção, discussão sadia e acima de tudo coerência. Não se pode comentar apenas por comentar, para satisfazer seu ego, ou apenas para sustentar a posição que ocupa (seja situação ou oposição).

O povo precisa saber o que se passa.  Na vida real, a situação ainda é, lamentavelmente, de um povo fadado ao fracasso, simplesmente por não buscar se inserir nos espaços de atuação, no ambiente da discussão, do diálogo.

Quando a matéria é mídia, infelizmente a situação é catastrófica. Tem-se apenas um único veículo de comunicação, a Rádio Altaneira Fm. E os membros que a compõem parecem que vivem em Nova Olinda, Santana do Cariri, Crato, Assaré, Sobral, Juazeiro do Norte, dentre outros espaços, menos em Altaneira.

Os fatos aqui elencados não foram tratados pela Rádio e, muitos menos pelo o Notícias em Destaque (projeto de um informativo a serviço da cidadania de minha autoria) e quando o foram não com a devida atenção que mereciam e, até, muitas das vezes, tomando partido contrários ao do povo.

A Rádio e, em particular, o Notícias em Destaque não consegue aterrissar em solo altaneirense e tratar dos assuntos que interessa a comunidade. Até agora, os membros não procuraram o gestor para saber o porquê da não realização dos festejos ao dia do município, embora os motivos já estejam à vista. Como não o fizeram sobre a escolha dos novos secretariados, das chapas que irão concorrer à mesa diretora da câmara (só para constar os que estão mais em destaque).

E enquanto se tiver uma mídia assim, distante da realidade local, as informações continuarão sendo transmitidas de forma fragmentada, sem coerência nenhuma e, povo continuará discutindo sem as reais condições para discuti-la.

O quadro ainda é de uma mídia fajuta, de uma oposição que está sendo hipócrita e de uma situação que ainda não consegue se articular com os meios de comunicação para prestar esclarecimento.

Um comentário:

  1. Nicolau é fato que a mídia está se calando aos poucos, mas lembro-me também que este espaço era muito utilizado para esses fins. Falta você faz a mídia, o Nicolau daquele tempo.

    ResponderExcluir

Ao comentar, você exerce seu papel de cidadão e contribui de forma efetiva na sua autodefinição enquanto ser pensante. Agradecemos a sua participação. Forte Abraço!!!