sábado, 30 de junho de 2018

Quem são as 12 personalidades altaneirenses homenageadas pela EMEI Professora Fausta Venâncio?


A aluna Geusimara Targino de Sousa representou a Mestra do São Gonçalo e Rezadeira Maria Isabela, a Dona Angelita. (Foto: Alana Maria).

A redação do Blog Negro Nicolau (BNN) recebeu no início da tarde deste sábado, 30, via correio eletrônico, texto da professora e atual diretora da Escola Municipal de Educação Infantil Professora Fausta Venâncio, Socorro Lino, informando as 12 (doze) personalidades “marcantes” nesses 60 (sessenta) anos de emancipação política do município que foram homenageadas durante a apresentação do seu Arraiá na primeira noite da 18ª Edição do Festival Junino de Altaneira.

As homenagens foram realizadas através de alunos e alunas que perfaziam percursos no Ginásio Poliesportivo Antonio Robério Carneiro vestidos à caráter e levando alguns elementos que caracterizavam os/as personagens.

A professora informa ainda que foram entregues a cada um/a comenda como lembrança. Ela ressaltou que a participação dos pais para a realização da quadrilha foi de fundamental importância.

Abaixo os nomes de estudantes acompanhado de resenha das personalidades homenageadas. 

EMEI PROFESSORA FAUSTA VENÂNCIO
PERSONALIDADES MARCANTES.60 ANOS DE ALTANEIRA 

1. Por isso convidamos a Aluna Maria Linara de Lima Freire que cursa o infantil IV e que  graciosamente  representa hoje essa professora destemida e corajosa Fausta Venâncio David, que deixou um legado importantíssimo na história da educação altaneirense  nesses  60 anos .

2. Convidamos agora o aluno José Eles de Oliveira, aluno do Infantil V, que representa o ex-prefeito Francisco Fenelon Pereira, que  politicamente governou Altaneira durante  dois mandatos, sendo inclusive o primeiro prefeito de Altaneira, destacando-se como personalidade marcante na política Altaneirense.

 3. Quem vem agora é a nossa aluna Maysa Valentina Barbosa  nos lembrando uma mulher simples, guerreira e feliz, Maria Glória da Conceição  (a parteira Mãe Gulora) a “mãe de muitos filhos de uma geração que nasceu de 1944 até 1995(ano que parou de pegar menino). Esse dado é do advogado Raimundo Soares que em 2004  realizou um levantamento em todo o município, contando com o apoio da rádio Comunitária de Altaneira”, "o resultado da pesquisa contabilizou 1.860 alunos.” Citação feita pela jornalista Alana Maria Soares em uma reportagem da Revista Cariri em  8 de janeiro de 2016Mãe Gulora viveu até os 96 anos de idade e se  eternizou  na história de Altaneira .

4. Convidamos o nosso aluno Lucas David Barbosa que representa o Sr. João Ivan Alcântara que exerceu o cargo de  prefeito por 4 mandatos. Durante o tempo em que esteve como prefeito se dedicou totalmente a cuidar de Altaneira e de seu povo. Por isso ficou marcado na história Altaneirense.

5. Na cultura Altaneirense ela é conhecida como “Mestra  do São Gonçalo”, assim cita o Historiador Altaneirense, Professor Nicolau. Vamos receber a aluna Geusimara Targino de Sousa que cursa o infantil IV, e que representa a Dona Maria Isabel, mais conhecida como Dona Angelita. Além de já ter esse título  popular, também é procurada para rezar nas crianças e adultos da nossa comunidade. Já é registrada na história de nossa Altaneira. 

6. Convidamos o nosso aluno Allison Almeida Soares, que cursa o Infantil IV, e que hoje  representa  o nosso Poeta, escritor, Dr. em filosofia pela academia de Letras do Brasil , e está atualmente Presidente da Academia de Letras do Brasil -Seccional Araripe; o Altaneirense Francisco Adriano Sousa. Autor dos livros: Vivi Um Grande Amor; Dona Nem, 93 Anos de HistóriaBiografia; e Dois Dedos de Prosa. Registro aqui a minha satisfação pessoal em ter sido Diretora e Professora de um aluno tão inteligente e estudioso. E com um futuro  tão brilhante. Já faz parte da história altaneirense. 

7. Na Educação de Altaneira foi registrada como uma das melhores Professoras de Português de sua época, convidamos a aluna Milena Félix de Sousa, que representa a Professora Maria Duarte da Silva, hoje aposentada, mas que por várias décadas se dedicou a educação altaneirense como Professora no município e como Diretora da Escola Estadual Santa Teresa, e que ficou conhecida carinhosamente  por “Tia Maria”. Muitos educadores de hoje possui a carinhosa lembrança de ter tido a mesma como professora. Registrada na história altaneirense.

8. Na religião de Altaneira e na vida dos povos que  aqui habitaram nos primeiros anos de sua formação, um jovem deixou sua história registrada  junto a história de nossa Altaneira, vamos convidar o aluno, José Carlos Almeida da Silva,cursa o infantil V, que  representa o Padre Davi Moreira, 1º padre da nossa comunidade, aquele que sugeriu  que o nosso município fosse chamado de Altaneira, por se tratar  de uma terra alta e altiva. Várias pessoas de Altaneira ainda lembram desse jovem inteligente ,que além de padre era também  professor.

9.  Como artesã  ela foi reconhecida como uma das melhores de Altaneira, convido a aluna  Letícia Gabriela, que cursa  o infantil IV, que representa  a Sra. Odísia  Pereira de Lima Gonçalves, a mesma trabalha com crochê, marca, costura e bordados, e já está registrada na história altaneirense.

10. Na política de Altaneira um jovem se destacou, convidamos  o aluno João Víctor Soares, que representa o ex-prefeito Joaquim Soares Neto,(Delvamberto),como filho de Altaneira, em suas palavras o que se destaca mais é o amor que ele deixa claro sentir por sua terra Natal, e como prefeito contribui positivamente para o engrandecimento da mesma.

11. Como microempreendedora recebeu premiação do SEBRAE, -Prêmio, "Mulher de Negócios”, vamos convidar a aluna  Maria Marília Soares, aluna do infantil V, que representa a Sra. Maria Silvania de Andrade, atualmente assume o cargo de vereadora municipal de nossa altaneira, pessoalmente é uma mulher alegre, humana e gosta de servir as pessoas. Já está registrada como personalidade marcante da história de Altaneira.

12. Um homem jovem, sonhador, corajoso, batalhador, caminhoneiro por vocação, mas teve um sonho a mais e conseguiu realizar esse sonho, convidamos o aluno Marlon Soares, que cursa o infantil V, para representar o nosso prefeito Dariomar Soares. Que nesses 60 anos de Altaneira já faz parte da sua história”.


Secretaria de Cultura do Estado do Ceará divulga edital de concurso com mais de 100 vagas


(Foto: Divulgação).

A Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult) e a Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado (Seplag) tornaram público o edital 001/2018 do concurso público visando o preenchimento de 102 vagas com salários que variam entre R$ 2.413, 45 e R$ 5.531,76.

Segundo informações colhidas junto ao site da Secult, o concurso será organizado, coordenado e executado pela Fundação Universidade Estadual do Ceará - Funece, por intermédio da Comissão Executiva do Vestibular da Universidade Estadual do Ceará - Cev/UECE. 

De acordo com o edital que foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta sexta-feira, 29, as inscrições no valor de R$ 130 terão início no primeiro dia útil após decorrido o prazo de 15 (quinze) dias úteis, contados a partir do primeiro dia útil da data de circulação no DOE, ficando abertas pelo período de 30 (trinta) dias úteis, iniciando às 8 horas do primeiro dia e encerrando às 17 horas do último dia.

A jornada de trabalho é de 40 horas semanais e há vagas para Analista de Cultura, Analista de Patrimônio, Antropólogo, Arquivista, Bibliotecário, Historiador, Museólogo e Sociólogo.

O Edital está disponível no Diário Oficial do Estado do Ceará a partir da página 37. Clique aqui e confira.

Apresentações de escolas do município marcam a abertura do XVIII Festival Junino de Altaneira


Arraiá da EMEI Professora Fausta Venâncio no XVIII Festival Junino de Altaneira. (Foto: Ítalo Duarte).

Foi aberto na noite desta sexta-feira, 29, no Ginásio Poliesportivo Antonio Robério Carneiro, o XVIII Festival Junino de Altaneira com apresentações de todas as escolas do município, inclusive da Escola Santa Tereza, única de ensino médio. Este ano o tema gerador é “Os Ícones do São João Comemoram 60 Anos de Tradição” em alusão aos 60 anos de emancipação política do município.

Antes das apresentações, discursaram o prefeito Dariomar Rodrigues (PT) e a Secretária de Educação, respondendo interinamente pela Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, Leocádia Rodrigues. Informações colhidas junto ao portal oficial do município dão conta de que Leocádia afirmou que a intenção desta gestão foi a de construir um São João divertido e que fosse voltado ao resgate das tradições populares. Já o prefeito chamou a atenção para a manutenção da tradição da região que todos os anos coloca várias pessoas no ginásio. Ele mencionou ainda a respeito das emendas adquiridas junto aos deputados federais José Guimarães (PT) e Genesias Noronha (SDD).

Assim como nas edições anteriores, as escolas promoveram seus arraiás tendo como foco as homenagens a pessoas que, segundo elas, contribuíram com o desenvolvimento do município, a exemplo, da Escola de Educação Infantil Professora Fausta Venâncio que, além da pessoa que leva o nome da escola, homenageou, segundo a professora Socorro Lino, outras personalidades, como Dona Angelita - conhecida culturalmente e popularmente como Mestra do São Gonçalo em artigo feito por este professor e blogueiro -; o poeta Adriano de Sousa, membro e atual presidente da Academia de Letras do Brasil/Seccional Regional Araripe; Francisco Felenon Pereira, primeiro prefeito; João Ivan Alcântara, que exerceu o cargo de prefeito por mais de dois mandatos; o ex-prefeito Delvamberto Soares e o atual gestor Dariomar Rodrigues; a vereadora e microempreendedora Silvania Andrade; a artesã Odísia Pereira; Mãe Glória que passou a figurar no imaginário altaneirense como parteira e tem parte de sua história contada através de escritos pela jornalista Alana Maria e pelo advogado e blogueiro Raimundo Soares Filho, a professora aposentada Maria Duarte - carinhosamente chamada de "Tia Maria" -, além de outras personalidade.

O arraiá da EMEI Professora Fausta Venâncio foi a terceira a usar o cenário do ginásio. Antes dela se apresentaram a Creche Ciranda do Saber e a Escola Joaquim de Morais, do distrito do São Romão. Posteriormente ganharam o espaço a escola de ensino médio Santa Tereza que veio com uma homenagem aos 60 anos de Altaneira através de versos de cordel produzidos pelo professor Reginaldo Venâncio e que foi fruto do projeto literatura itinerante desenvolvido na instituição; a escola Joaquim Rufino de Oliveira, a Escola 18 de Dezembro com o Arraiá do 18Tão  e a Escola Joaquim Soares da Silva que contou a história do empresário Devanilton Soares, conhecido popularmente por Palito, que começou com o club Eros Dancing até chegar o sucesso em todo o pais com o Mega Som. O homenageado emocionado agradeceu a escola que teve como puxador do grupo junino o professor Wlberlândio. A noite contou também com o Arraiá da Melhor Idade.

O festival segue neste sábado, 30 de junho e amanhã, 1º de julho, com apresentações de grupos junino regionais. Não foi disponibilizado no portal do município quantos arraiás e de quais município se apresentarão em cada um dos dois dias restantes.



sexta-feira, 29 de junho de 2018

Altaneirense de três anos dá aula de passos juninos e vira sucesso na internet


Imagem capturada do vídeo de Gabriel dançando compartilhado por sua mãe Daniela Felipe no facebook.

Gabriel Felipe de apenas três anos de idade virou um dos principais assuntos da pequena cidade de Altaneira, na região do cariri nos últimos dias.

Alvo dos holofotes midiáticos regionais depois de um vídeo gravado por sua mãe em que ele aparece dando uma aula de passos juninos durante a apresentação do grupo Arraiá do Ribuliço – que representa o município – em Farias Brito, Gabriel não mais saiu da boca do povo e de manchetes em alguns sites do cariri.

No G1 Ceará, por exemplo, na edição do CE TV, os apresentadores exibiram reportagem contando o histórico do garoto na casa dos pais, Daniela Felipe e João Felipe. Este último além de ser integrante da quadrilha, é também servidor da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo. A reportagem informa ainda que o garoto dançarino ganhou notoriedade pós vídeo postado pela mãe e que até o momento já conta com mais de dois milhões e setecentas mil visualizações.

Além dos passos que fazem parte das apresentações do Arraiá do Ribuliço, Gabriel também sabe das letras das músicas. Um dos erros da reportagem e que constantemente se repete é com relação do nome do grupo junino. “Arraiá do Rebuliço” frisa a reportagem. Mas o pequeno dançarino altaneirense faz questão de pronunciar corretamente ao cantar trechos da música de apresentação do grupo ribuliciano. “Arraiá do Ribuliço. Vem, vem brinca com a gente. Essa quadrilha é diferente....”. A equipe do CE TV veio a Altaneira e realizou a gravação no patamar da Igreja Matriz.

Ainda segundo a reportagem que em contato com os pais do garoto informa que este aprendeu toda a coreografia ensaiando junto com os demais integrantes do grupo.

Quem também deu destaque ao dançarino altaneirense mirim foi o site Miséria com o título “Aos três anos, pequeno dançarino de Altaneira faz sucesso na internet após vídeo gravado pela mãe” e assim como no G1 CE repetiu o erro do nome do grupo junino de Altaneira.

O Arraiá leva este nome para homenagear Antonio Rodrigues dos Santos, popularmente conhecido por Ribuliço. Durante sua vida foi servidor público municipal e teve destaque atuando como motorista por mais de uma década entre os anos 80 e 90 do século passado na camionete Ford F-1000, que passou a figurar no imaginário altaneirense como “Burra Preta”. Ribuliço também era poeta.




Em Fortaleza, Bolsonaro diz que no Brasil não existe racismo


O deputado federal também aproveitou o evento em Fortaleza para fazer críticas ao programa Mais Médicos.
(Foto: Dida Sampaio/Estadão)
.

Em visita a Fortaleza, o pré-candidato do PSL à Presidência da República nas eleições 2018, Jair Bolsonaro, disse que no Brasil não existe racismo. "Aqui no Brasil não existe isso de racismo, tanto é que meu sogro é Paulo Negão e quando eu vi a filha dele não queria saber quem era o pai dela", afirmou a uma plateia de cerca de 15 mil pessoas em um hotel na praia de Iracema.

A afirmação de Bolsonaro foi feita no mesmo dia em que a Procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu em parecer o recebimento da denúncia no Supremo Tribunal federal (STF) contra o presidenciável por racismo contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e LGBTs.

A denúncia narra que em uma palestra no Clube Hebraica do Rio de Janeiro, em abril de 2017, o deputado, em pouco mais de uma hora de discurso, "usou expressões de cunho discriminatório, incitando o ódio e atingindo diretamente vários grupos sociais".

Em seu discurso, Bolsonaro disse que a demarcação de terras indígenas deve ser direcionada para a aquisição de royalties com a mineração. "Quem é o índio? Ele não tem dinheiro. Não fala a nossa língua. Como ele consegue grandes espaços de terra? A esquerda os mantém em grandes espaços como se fossem animais em um zoológico. Isso vai mudar", disse.

O deputado federal também aproveitou o evento em Fortaleza para fazer críticas ao programa Mais Médicos, do Governo Federal. Segundo ele, Cuba exportou ao Brasil guerrilheiros "fantasiados de médicos".

Bolsonaro chegou em Fortaleza por volta de 11h no Aeroporto Pinto Martins, onde falou com simpatizantes de cima de um trio elétrico na parte externa do terminal. Em seguida, partiu para a Praça Portugal, no bairro Meireles, onde discursou, também do trio elétrico, com apoiadores, dentre eles o presidente estadual do PSL, Heitor Freire. (Com informações do Estadão)


quinta-feira, 28 de junho de 2018

Ao defender legado de Paulo Freire, Sociólogo defende revogação da Pec do Teto de Gastos


Daniel Cara fala da importância de Paulo Freire: o maior educador do mundo no século 20.
(Foto: reprodução/YouTube).


Se a Emenda Constitucional (EC) 95 não for revogada, por mais 20 anos o Brasil será um país de privilegiados. O alerta é do sociólogo Daniel Cara, coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, durante o programa Entre Vistas, na TVT. A emenda que congela investimentos da União por 20 anos afeta sobretudo as áreas sociais.

"A emenda impede a aplicação dos R$ 37 bilhões conforme determina o Plano Nacional de Educação, um recurso adicional para a gente poder garantir uma escola digna para os estudantes. Por mais 20 anos, não poderá haver mais recursos para a educação, apenas o reajuste inflacionário. Isso significa o aprofundamento do nosso atraso", afirmou Daniel Cara, que é pré-candidato do Psol ao Senado em São Paulo.

O coordenador da Campanha, que vem discutindo a questão com o Ministério Público Federal, destacou que a União tem orçamento de R$ 3,5 trilhões. "E estamos pleiteando apenas R$ 37 bi para cumprir a Constituição e o Plano Nacional de Educação." Segundo ele,  a cada R$ 1 investido no setor, a União coloca apenas R$ 0,18 – quando fica com 57% de tudo o que se arrecada em impostos no Brasil.

O ativista acredita que os efeitos da política perversa serão determinantes na sua derrubada. "O próximo presidente não terá como governar com a EC 95. E vai perceber que a medida é absurda. Há ainda uma crescente mobilização popular, com adesão da CNBB, do MST, Frente Brasil Popular, Povo Sem Medo e nossa campanha Revoga 95."

'Assunto mais importante do mundo'

"Educação é o assunto mais importante do mundo. O Brasil é o que é porque ainda não deu a atenção devida para o tema", disse o jornalista Juca Kfouri, ao abrir o programa e apresentar o entrevistado. Na conversa, que contou com a presença da única vereadora negra de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, Ana Nice (PT), foram tratados também temas como a importância de Paulo Freire para a educação mundial e propostas para o país avançar.

Daniel Cara é membro do Fórum Nacional de Educação, em que ocupa a cadeira da Campanha Nacional pelo Direito à Educação. É doutorando em Educação pela Universidade de São Paulo e mestre em Ciência Política. Defende que, na história do Brasil, existem dois grandes pensadores que deveriam servir de modelo para uma estrutura funcional na área, que resultaria em desenvolvimento social: Paulo Freire e Anísio Teixeira.

O mediador Juca Kfouri perguntou sobre os modelos "favoritos" de educação para o pensador. "A pergunta é até fácil de responder", disse. "Esses dois educadores são reconhecidos no mundo todo, mas não como mereceriam no Brasil. Anísio Teixeira foi o educador com maior influência política, embora seu trabalho nunca tenha sido implantado efetivamente. Ele foi muito à frente de seu tempo e teve como defensor o Leonel Brizola", acrescentou.

"O outro, Paulo Freire, é o maior educador do mundo no século 20. O educador mais lido em todo o mundo, mais citado em todas as referências nos Estados Unidos e Europa. O principal educador da reforma finlandesa da educação, um país com uma das melhores educações do mundo que tem ele como referência", disse Daniel.

Por sua vez, o apresentador questionou a perseguição que Freire sofre entre os setores radicais ultraconservadores da sociedade, representados por movimentos de extrema direita. "Vocês ouviram que a Finlândia, que tem o melhor modelo reconhecido de educação no mundo adota Paulo Freire? Não consta que seja um país comunista. Até vou dar uma olhada depois para descobrir se é", ironizou. "Como o Brasil tem um educador reconhecido mundialmente e aqui ele é escondido sob pretexto de ser comunista?", questionou.

"Paulo Freire trabalha sob a perspectiva de emancipação. Um educador que acredita em relações horizontais. Ele enfrenta o tradicionalismo pedagógico barato. Ele vai fazer com que as pessoas tenham pensamento crítico. Essa educação do Paulo Freire prevê o educador no mundo do educando para desenvolver o pensamento crítico e construir a relação de cognição para se apropriar do mundo da cultura. Isso gera temor dos ultraconservadores", respondeu o educador.

Ele explicou que o ensino emancipador defendida por Paulo Freire é visto como nocivo por setores que querem manter sistemas desiguais. "Escolheram o Escola sem Partido, o movimento que lidera essa luta contra o Paulo Freire, o educador como inimigo porque ele propõe o rompimento da realidade do status quo, de desigualdade, que é inaceitável. Mas para eles é aceitável, porque eles defendem a manutenção da desigualdade. Pensamento crítico não é aceitável para muitos setores da sociedade."

No ano passado, esses setores, articulados com políticos do Congresso, tentaram tirar o título de Paulo Freire de patrono da educação brasileira, sem sucesso. "Infelizmente, no Brasil, não só ele não é lido, não só não é implementado, mas também quase perdeu o título de patrono da educação brasileira no ano passado. Mas conseguimos manter ele como patrono, com um motivo muito claro. Tínhamos uma senadora, a Fátima Bezerra (PT-RN), que conseguiu conter a tramitação desse projeto no Senado", lembrou Daniel.

Experiência no ABC

Juca Kfouri e o entrevistado aproveitaram a presença de Ana Nice para conversar sobre a situação da educação no ABC. "A educação na nossa cidade é boa", avaliou ela. "Alcançamos, no governo de Luiz Marinho (PT), o Índice Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), de 6.8. Estava previsto mais tempo para alcançarmos essa nota. Claro que há sempre o que melhorar, temos que trabalhar por mais investimentos. Em São Bernardo, falando em creches, temos em torno de 15 mil crianças fora do sistema, o que é muito", completou.

Daniel argumentou que para resolver os problemas estruturais de educação, são necessárias ações integradas. "Só política de educação não vai dar conta do problema brasileiro. Em São Bernardo, por exemplo, temos locais de vulnerabilidade. Só política de educação não vai fazer com que a criança permaneça na escola. Precisa de política de trabalho e renda, assistência social, saúde. Essas coisas têm que caminhar em conjunto. São Bernardo teve um trabalho conjunto entre diferentes áreas. Construíram grandes equipamentos de creches, uma das mais avançadas do país. São poucas prefeituras que conseguem fazer com que as secretarias conversem", disse.

"Existem direitos e problemas, e as soluções não passam pelo protagonismo de uma pasta ou um secretário. O exemplo de São Bernardo é positivo, bem como em São Paulo na época da Luiza Erundina, que teve um secretariado de peso, como um ministério. Paulo Freire, Marilena Chauí, um sonho aquela composição. Como foi em alguns momentos com a Marta Suplicy", completou Cara. Entretanto, o cenário positivo vem decaindo, de acordo com os presentes, após a vitória do tucano Orlando Morando, em 2016. "Uma espécie de clone do João Doria (PSDB), em São Paulo", definiu Kfouri. (Com informações da RBA).

Vereadores de Altaneira decidem instaurar processo de cassação do prefeito e este diz que vai provar inocência


Plenário da Câmara de Altaneira. (Foto: Júnior Carvalho).

Por 8 votos a 1 a Câmara Municipal de Altaneira decidiu na Sessão Ordinária de ontem (27/06) instaurar processo para cassação do mandato do prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues (PT), por práticas de infrações político-administrativas. Dos 9 membros do Legislativo Municipal apenas  vereadora Silvania Andrade (PT) votou contra o recebimento da  denúncia apresentada pelo advogado e blogueiro Raimundo Soares Filho.

Na denúncia apresentada foram relacionadas uma série de despesas consideradas irregulares, todas realizadas em 2017, foram apontadas as empresas beneficiadas, bem como um comparativo com as mesmas despesas realizadas no exercício financeiro de 2016, comprovando-se um elevado aumento.

São cinco as despesas denunciadas com suspeitas de superfaturamento e não prestação de serviços ou fornecimentos de bens contratados.

A despesas denunciadas estão relacionada com a prestação de serviços de limpeza urbana, locação de veículos , fornecimento de peças e serviços mecânicos, aquisição de pneus e serviços jurídicos em instância superiores.

Com locações de veículos foram gastos quase um milhão de reais, muito além dos padrões do município, o mesmo aconteceu com serviços mecânicos que beiraram meio milhão de reais.

Já com pneus o Município dispendeu em 2017 o exorbitante montante de R$ 718.370,96, sendo que no ano anterior foram gastos apenas a quantia de R$ 57.632,00.

Outra despesas que merece profunda investigação está relacionado com a contratação de sociedade de advogados na Capital, pela quantia de R$ 192.000,00 anuais. As Secretaria de Assistência Social, Educação e Saúde, pagam mensalmente aos advogados para acompanharem processos nos tribunais superiores, só que não existem processos nesses tribunais de interesse das fontes pagadoras.

A suspeita é que somente no ano de 2017 foram desviados mais de um milhão de reais dos recursos do Município, o que deve ser apurado pela Comissão Processante, que foi composta por sorteio entre os vereadores desimpedidos.

Após sorteio, conforme estabelece a legislação, a Comissão foi constituída pelos vereadores Professor Adeilton e Flavio Correia e pela vereadora Silvania Andrade.

O vereador Professor Adeilton (PSD) após a justificativa de seu voto agradeceu ao denunciante por ter colocado o seu nome na peça da denúncia e pela oportunidade de investigar.

Eu estava elaborando a denuncia, o momento é propício para a casa investigar, existem empresas recebendo valores altos e que algumas facilmente se apresentam como suspeitas” disse.


O líder da bancada da oposição destacou que durante investigações, será assegurado ao prefeito o mais amplo direito defesa.

O vereador Flavio Correia (Solidariedade) explicou que a Casa recebeu uma denúncia e que os vereadores tem o dever de investigar. Também afirmou que o prefeito terá o direito de se defender.

O presidente da Mesa, vereador Antonio Leite (PDT), comunicou que foi discutida a possibilidade de afastamento provisório do prefeito, mas recebeu orientação de sua assessoria de que existe um entendimento de alguns ministros do STF de que não cabe este procedimento previsto na legislação estadual, citou um precedente do vizinho Município de Nova Olinda e afirmou que em virtude desse entendimento e em comum acordo com os seus colegas não seria deliberado sobre o afastamento.

A Comissão processante tem o prazo de 120 dias para conclusão dos trabalhos, após este prazo o pedido de cassação do prefeito será votado pelo Plenário da Casa.

O prefeito Dariomar Rodrigues assistiu à sessão, acompanhado de quase todos os secretários e vários servidores comissionados de sua gestão.

Na saída da Câmara o prefeito concedeu entrevista ao repórter da cidade, João Alves, afirmando que estava tranquilo, repudiou as pessoas que usa de atos e covardia para tentar cassar o seu mandato, disse que era a favor da investigação e que vai provar a sua inocência, agradeceu a vereadora Silvania por ter defendido o seu mandato.

Confira a ordem de votação pelo recebimento da denúncia:

Alice Gonçalves (PRB) - SIM;
Cier Bastos (PDT)
Flavio Correia (Solidariedade)
Devaldo Nogueira (MDB)
Professor Adeilton (PSD)
Valmir Brasil (PDT)
Zuleide Ferreira (PSDB)
Silvania Andrade (PT)

Não se fazia necessário o voto do presidente da Mesa, vereador Antonio Leite (PDT), mas este fez questão de anunciar que votaria SIM pelo recebimento da Denúncia e pela abertura do processo.

“Não poderia deixar de votar em favor do recebimento da denúncia, para que todos possam tirar dúvidas e que os parlamentares possam ter oportunidade de defender o dinheiro do povo”.

O presidente lembrou ainda lembrou que na última eleição recebeu 485 votos e que vai representá-los até o último dia de seu mandato. (Com informações Blog de Altaneira).


quarta-feira, 27 de junho de 2018

3º Congresso de Tradições de Matrizes Africanas e Indígenas no Cariri será realizado em Juazeiro do Norte


(Foto: Reprodução).

De 13 a 16 de julho de 2018 o município de Juazeiro do Norte, na região metropolitana do cariri cearense, sediará o III Congresso de Tradições de Matrizes Africanas e Indígenas (III CTM Africar). A informação foi encaminhada à redação do Blog Negro Nicolau (BNN) via correio eletrônico pelo professor Samuel Esmeraldo.

Pensado e organizado pelo Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro-Brasileira - Núcleo Ceará-Cariri (Cenarab), Rede Nacional de Religiões Afro-brasileiras e Saúde – núcleo Kariri (Renafro), Núcleo de educação para a promoção da igualdade racial vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho de Juazeiro do Norte-CE (Nepir/Sedest) e Laboratório Interdisciplinar de Estudos da Violência (Liev/Unileão), o evento abordará temáticas como “Religiões, Intolerância Religiosa, Educação e Estado Laico” e segundo Samuel se configurará como “uma grande oportunidade para um encontro entre acadêmicos, profissionais e comunidades tradicionais de povos de Terreiros, indígenas e quilombolas”.

O III CTM Africar é uma continuação e evolução do I Congresso de Religiões de Matriz Africana no Cariri realizado em fevereiro de 2014 no IFCE ­Campus Juazeiro do Norte e visa abordar a realidade das tradições de matrizes africanas e indígenas, na perspectiva de valorizá­-las e desconstruir conceitos estereotipados referentes a estas.

Ainda segundo o professor Samuel, o evento contará com mesa redondas acerca de questões como a presença do diabo no imaginário das religiões afro-brasileiras (Que macumba é essa que não acredita no diábo?); a construção do Estado Laico no Brasil: aspectos legais, práticos e pedagógicos; Diáspora Africana; Intolerância, Racismo religioso e direitos humanos. Terá ainda além atividades culturais e oficinas de turbante, tranças, cuidados em saúde a partir das folhas, mostra de cinema e de fotografias.

Para participar como ouvinte ou até mesmo para submissão de artigos e apresentações artísticas, é preciso se inscrever.

O III CTM Africar ocorrerá no Sesc de Juazeiro situado à Rua da Matriz. Clique aqui e saiba como fazer.

Petição online exige que TV Cultura se retrate com pré-candidata à presidência Manuela D’Ávila


(Foto: Reprodução/ Facebook Manuela D'Ávila)

A pré-candidata à presidência pelo PCdoB foi alvo de inúmeras provocações machistas e interrupções durante sua entrevista no programa Roda Viva. Campanha, que já conta com mais de 5 mil assinaturas, pede ainda que a emissora conceda espaço para que Manuela D'Ávila exponha, de fato, suas propostas, sem ser interrompida. Saiba como assinar.

Internautas criaram, na tarde desta terça-feira (26), uma petição online no Avaaz exigindo que a TV Cultura se retrate com a pré-candidata à presidência pelo PCdoB, Manuela D’Ávila.

Na entrevista desta segunda-feira (25) ao ‘Roda Viva’, Manuela foi interrompida mais de 60 vezes pelos entrevistadores, que a provocavam com insinuações e falácias relacionadas à esquerda, ao comunismo e ao seu apoio a Lula. Até mesmo um coordenador da campanha de Jair Bolsonaro que sequer é jornalista, com ideias ultradireitistas, foi colocado na bancada para provocar a deputada estadual.

Repudiamos a postura desrespeitosa e machista com que a pré-candidata Manuela D’Ávila foi tratada no programa Roda Viva na TV Cultura. Exigimos que a emissora cumpra seu papel de veículo público de comunicação dando espaço para que a a pré-candidata exponha de fato suas propostas, marcando uma nova data para um debate real e qualificado, já que ficou impossível no programa exibido na segunda-feira 25, dado o número de interrupções feitas pelos entrevistadores convidados pelo canal e pelo mediador. A emissora deve também se retratar, pois a reprodução do machismo e do desrespeito a mulher foi propagada em rede nacional pública em uma sociedade com altíssimos índices de violência contra a mulher”, diz o texto da petição, que já conta com mais de 5 mil assinaturas. Para assinar, clique aqui.

Reações

A postura da bancada de entrevistadores do ‘Roda Viva’ diante de Manuela D’Ávila gerou uma série de críticas de internautas, políticos, jornalistas e personalidades. O Partido dos Trabalhadores, por exemplo, escreveu em nota que o que se viu no programa foi “um festival de horrores”.

A pré-candidata do PCdoB foi atacada de forma virulenta durante todo debate. Um desfile de machismo e misoginia da pior espécie, de causar repulsa em qualquer brasileira e brasileiro que esperava assistir a uma entrevista que discutisse os rumos do País”, diz a nota.
A ex-presidenta Dilma Rousseff também manifestou solidariedade a Manuela e repúdio ao programa através de nota: “As grosserias do ‘Roda Viva’ demonstram que a imprensa brasileira se tornou uma facção política e partidária. Manifesto minha integral solidariedade à deputada Manuela D’Ávila, alvo de ataques machistas e misóginos no ‘Roda Viva’. Convidada para falar sobre sua candidatura, Manuela foi hostilizada pelo âncora e pelos entrevistadores”, escreveu a petista. (Com informações da Revista Fórum).


Higor Gomes conquista segundo lugar na V Etapa do Municipal MTB de Altaneira


Higor Gomes ficou em segundo lugar na V Etapa do Municipal de MTB de Altaneira. (Foto: João Alves).

Com participação de 29 ciclistas de Crato, Campos Sales, Farias Brito e Nova Olinda realizou-se na manhã deste domingo (24/06) no circuito da Trilha Sítio Poças a quarta etapa da quinta edição do Campeonato Municipal MTB de Altaneira.

O cratense João Filho venceu mais uma etapa, a segunda seguida, dessa vez com o tempo de 1h39min38, Higor Gomes vencedor das outras três etapas ficou em segundo e Lucas de Brito chegou na terceira colocação. Lindevaldo Ferreira e Jefferson Gomes completaram o Pódio na quarta e na quinta posição, respectivamente.

Apenas os cinco primeiros colocados completaram as seis voltas no circuito de 4,7 Km.

Para disputa da etapa os ciclistas do sexo masculino são divididos em cinco categorias, divididos por faixa etária e os cinco primeiros formam a Elite Geral, independente de categoria.

A quinta etapa do Municipal MTB de Altaneira terminou assim:

Elite Geral:
1) João Filho;
2) Higor Gomes;
3) Lucas de Brito;
4) Lindevaldo Ferreira;
5) Bruno Roberto.

Elite Feminino:
1) Raquel Guedes
2) Andreza Rolim;
3) Arlineide Nunes.

Junior:
1) Saulo Brito;
2) Heron Macário;
3) Kaio Ruan.

Sub 30:
1) Jobson Júnior;
1) Fernando Gomes;
2) Helio Júnior.
Veterano A:
1) Bruno Roberto;
2) Fabiano Alencar.
3)Paulo Robson.

Veterano B:
1) Luis Carlos;
2) Marcos Aurelio;
3) Damião Rolim.

Veterano C:
1) Luciano Ferreira;
2) Ninja;
3) Tico.

Nas etapas os ciclistas disputam medalhas e ao longo do campeonato concorrem ainda a 5 (cinco) camisas nas seguintes cores:

1) Camisa Amarela: Campeão Geral que tem como líder Higor Gomes;
2) Camisa Rosa: Campeão Visitante; Lucas manteve a lideranças dos ciclistas de outras cidades;

3) Camisa Vermelha: Campeão Jovem; Francisco Serafim é o líder dos ciclistas com até 23 anos de idade;
4) Camisa Verde: Campeão Veterano; Luciano Ferreira assumiu a lideranças dos ciclistas com idade de 40 anos acima;

5) Camisa Branca com bolinhas azul: Campeão Local; Lindevaldo Ferreira manteve a liderança entre os ciclistas altaneirenses.

João Filho, quarto colocado na Classificação Geral fez a Melhor Volta da etapa e a Melhor Volta do ano com tempo de 14min27seg., o que lhe rendeu R$ 200,00 de premiação. O patrocínio da Melhor Volta foi da Madeireira Santa Rita do Crato.

A quinta etapa contou com uma pequena participação de público e foi prestigiada pela vereador Adeilton Silva. A mesa de cronometragem foi coordenada pelo professor Pedro Rafael, auxiliado por José Valdson e Paula Mirian.

O Campeonato Municipal MTB de Altaneira é patrocinado pelo grupo MegaSom, DellMaq e HUMAFE. (Com informações Blog de Altaneira).