08 abril 2017

Temer acaba com o farmácia popular



Dando prosseguimento a sua política de desmonte dos direitos e programas sociais, a partir de maio o governo Temer vai acabar com as unidades próprias do programa Farmácia Popular, criado por Lula em 2004 e atingindo 9,8 milhões de pessoas.

Dep.Benedita da Silva - Nas unidades próprias, financiadas pelo governo federal, são oferecidos gratuitamente 112 medicamentos. Já nos pontos do Aqui Tem Farmácia Popular, da rede privada, a oferta é de apenas 25 medicamentos.

Mais do que antissocial, é uma decisão extremamente cruel com a população pobre, que não tem condições de pagar por remédios. É especialmente perversa com os aposentados que são os que mais precisam e os que menos podem pagar.

A situação social do Brasil é de verdadeiro pesadelo para o povo. Acabam com a CLT; cortam o Bolsa Família e a parte popular do Minha Casa, Minha Vida; congelam por vinte anos os gastos com saúde e educação; tentam acabar na prática com a aposentadoria; cotam pela metade o BPC, que é o benefício de um salário mínimo para os idosos totalmente desamparados e agora enfiam mais uma faca no povo e nos aposentados acabando com o remédio gratuito.

Até quando nosso povo vai aguentar essa violência irrestrita contra seus direitos e sua vida? Temos que reconquistar o nosso direito de eleger direta e livremente o nosso presidente. Diretas Já.


0 comentários:

Postar um comentário

Ao comentar, você exerce seu papel de cidadão e contribui de forma efetiva na sua autodefinição enquanto ser pensante. Agradecemos a sua participação. Forte Abraço!!!