27 novembro 2016

Sobre Fidel Castro, por Benedita da Silva*


HASTA SIEMPRE!

Todos aqueles que lutam e que têm consciência de que são oprimidos e sofrem com a enorme injustiça social nesse mundo profundamente desigual, todas essas multidões choram nesse momento a morte de Fidel.

O ódio que lhe dirige a imprensa dos poderosos, as 638 tentativas de matá-lo, o bloqueio econômico desde 1960...tudo isso não seria necessário se Fidel fosse um Pinochet ou um Temer, mas ele era o Fidel que transformou Cuba, de colônia americana, numa Cuba independente, altiva e em esperança para os povos latino-americanos.

Não é preciso ser comunista para entender e admirar a justiça social e a excelente qualidade da educação e da saúde que a Revolução dirigida por Fidel realizou em Cuba, pois vivemos um pouco disso com o saudoso trabalho dos médicos cubanos, sempre atenciosos, respeitosos e competentes no atendimento às populações mais pobres de nosso país, até mesmo naqueles rincões mais inacessíveis.

Não foi por acaso que os golpistas e sua imprensa atacavam tanto os médicos cubanos. Eles odeiam o povo e tudo o que venha melhorar a sua vida e elevar a sua autoestima.

Deixo aqui a minha mais sentida homenagem a esse grande líder mundial e sempre presente FIDEL CASTRO!


*Deputada Federal com assento pelo PT(RJ).

0 comentários:

Postar um comentário

Ao comentar, você exerce seu papel de cidadão e contribui de forma efetiva na sua autodefinição enquanto ser pensante. Agradecemos a sua participação. Forte Abraço!!!