12 outubro 2016

É chegada a hora de irmos às ruas e ocupar os espaços


Sabe quando uma pessoa é amarrada no tronco para apanhar e diz para o seu carrasco - bate mais eu sei que errei?

Pois então. É assim que acontece quando um pobre defende a Pec 241. É tudo questão de onde você bebe. É tudo questão de fonte do conhecimento.

1 - Se você assiste só a globo e suas assemelhadas ou ler(ou faz as duas coisas) a Veja, O Estadão, o G1, a Folha de São Paulo, o Valor Econômico, O Ceará New 7, o Ceará Agora, o Diário do Nordeste, dentre outras mídias que cumulativamente com páginas na rede social retrógradas e conservadoras tendenciosas às elites governantes desse país, a sua visão é afirmar que essa Pec como as demais mudanças (reforma do ensino médio, reforma da previdência, escola sem partido) são boas e irão "salvar" o Brasil da crise.

2 - Se você além de assistir e ler os veículos de comunicação acima referidos optar por assistir e ler outros com visão diferente e formar a sua opinião, é possível que tenhas uma outra noção das reforma impostas pelo (des)governo Temer e sua má equipe. Verás que elas (reformas) nem de longe irá tirar o Brasil da crise econômica, porque o caminho definitivamente não é esse. O pobre de recursos econômicos não pode pagar essa conta. As classes menos favorecidas já possuem um fardo muito grande para carregar e não pode, de forma nenhuma, sustentar uma elite governante espalhada pelos poderes legislativo e executivo. Sabemos que os ricos e ricas não serão atingidos com esse Pec, porque se fossem não as proporia. É uma ingenuidade da sua parte acreditar nisso. Seremos atingidos de forma cruel por duas décadas. Isso não é pouco.

3 - A saída é simples. Basta pensar que quem deve pagar a conta é quem tem mais. Se você vai a um restaurante ou a um bar com um amigo ou amiga, namorado ou namorada e um tem muito dinheiro e o outro, a outras não, quem deve pagar a conta? Certamente tu dirias - quem tem mais dinheiro. A mesma situação é a do pais. Porque não pensam em taxar as grandes fortunas? Porque não pensam em reduzir os gastos exorbitantes com as mordomias que deputados/as e senadores/as possuem? Porque não reduzir os gastos com propagandas e concessões midiáticas? Porque não reduzir os lucros enormes que banqueiros e banqueiras tem em detrimento da miséria dos pobres? Essa é a saída. Mas eles não querem porque se usarem esse método todas as regalias irão por espaço.

4 – É chegada a hora de nos unirmos enquanto movimento social e chamar as pessoas para a luta. É chegada a hora de irmos as ruas de forma constante e irmos também ao congresso, a sede da presidência da república e exigir que sejamos ouvidos/as e respeitados/as. É chegada a hora de ocuparmos os espaços. Você que está indo as ruas protestar contra a decisão do STF que afirmou ser ilegal a vaquejada, ótimo. Parabéns. É um direito seu. Mas porque calas ante a essa série de barbárie que estão sendo praticadas contra todos nós. Se mobilize também para essa questão. Nos ajude ou será tarde demais.

Imagem que retrata deputados e deputadas aprovando o impeachment da presidente Dilma sem crime de responsabilidade.



0 comentários:

Postar um comentário

Ao comentar, você exerce seu papel de cidadão e contribui de forma efetiva na sua autodefinição enquanto ser pensante. Agradecemos a sua participação. Forte Abraço!!!