11 março 2016

Precisamos falar sobre Hipocrisia, Falso Moralismo e Cinismo


Precisamos falar sobre Hipocrisia, Falso Moralismo e Cinismo. Tudo a mesma coisa? Quase...

Há certos indivíduos e instituições públicas e, ou, privadas que conseguem agregar todos esses adjetivos. São pessoas que ocuparam cargos públicos as custas do sofrimento alheio e impuseram a eles as marcas de chicotadas ao som de regimes ditatoriais. São veículos de comunicações que apoiaram a instalação da ditadura e colaboram descaradamente para a sua sustentação nem que para isso fosse  preciso torturar e cercear a liberdade de expressão.

No Brasil o período de 1964 a 1985 é exemplo do que ora expõe. Como na história há mudanças e permanências, e estas últimas são muito menos sentidas do que as primeiras, testemunha-se o fato de que a democracia corre-se sério risco de ser desfeita antes de completar seus 31 anos. Isso porque alguns sujeitos e setores da imprensa parece que não sentiram o golpe civil-militar e estão a todo momento tentando interromper o governo eleito democraticamente.

O mais revoltante são as peças que estão convocando as manifestações para o dia 13 do mês em curso. No Ceará, o titular é um coronel, o seu Adauto Bezerra. Em São Paulo, Minas Gerais e em outros estados as figuras cínicas são Aécio Neves e Bolsonaro. Um é representante da elite e do capital e portanto, contrário a todo e qualquer tentativa de se construir uma sociedade voltada para a igualdade social. O outro, homofóbico e racista. Quanto a imprensa basta lembrar do apoio irrestrito ao regime civil-militar. 

Ah, antes que alguém pergunte: Não sou filiado ao PT. E isso não é uma defesa do governo. É apenas um relato de quem não suporta hipocrisia, cinismo e falsos moralistas.  Me chamem para lutar por uma sociedade justa e estarei lá. 

0 comentários:

Postar um comentário

Ao comentar, você exerce seu papel de cidadão e contribui de forma efetiva na sua autodefinição enquanto ser pensante. Agradecemos a sua participação. Forte Abraço!!!