16 outubro 2015

Desconstruindo o conceito de Meritocracia




De forma quase didática, um ilustrador australiano resumiu bem como a ideia de que as pessoas têm as mesmas oportunidades não é verdadeira; confira

É muito comum no Brasil, principalmente depois da ascensão de parte da população com os programas de transferência de renda do governo, algumas pessoas recorrerem ao conceito de “meritocracia”. Essa ideia é, normalmente, utilizada para criticar as medidas sociais usando a justificativa de que todos têm as mesmas oportunidades e que o mérito verdadeiro – o sucesso profissional, por exemplo – depende unica e exclusivamente do esforço individual.

De modo simples e quase didático, o ilustrador australiano Toby Morris consegue desconstruir esse conceito. Por meio de duas histórias distintas, em um quadrinho intitulado “On a Plate” [em português, De Bandeja], Morris resume bem a condição a que muitos estão submetidos e expõe os privilégios que os defensores da meritocracia carregam consigo e não enxergam.

Confira a versão com a tradução livre feita pelo Catavento.


1 comentários:

  1. "Programas de transferência de renda do governo" é a mesma coisa que dar o peixe e não ensinar a pescar. Programas como bolsa família deveriam ser ligados com PRONATEC, onde só receberiam a bolsa as famílias que os filhos estivessem matriculados e frequentando a escola e o pai ou a mãe estivesse matriculado e frequentando algum curso ligado ao PRONATEC. Dessa forma o governo estaria dando o peixe até que a família tivesse a oportunidade de aprender a pescar e garantir seu sustento através do seu mérito.

    ResponderExcluir

Ao comentar, você exerce seu papel de cidadão e contribui de forma efetiva na sua autodefinição enquanto ser pensante. Agradecemos a sua participação. Forte Abraço!!!