31 dezembro 2013

E então.... O que dizer de 2014?

0 comentários



O ano de 2014 está chegando e com ele o sonho, a esperança, o desejo, enfim, todos os adjetivos que se possa utilizar aqui são cabíveis, de se ter um ano cheio de paz, saúde, muitas felicidades e de muitas informações, não é mesmo? Esses são o que todas as pessoas conclamam além de se fazer um balanço do que foi construído e como o foi do ano que finda e as grandes expectativas para o que se inicia.


O Portal de Comunicação INFORMAÇÕES EM FOCO foi durante esse ano o seu parceiro na área das informações sérias, com coerência e responsabilidade. Foi um ano de grandes conquistas, afirmação e reconhecimento por parte de nossos leitores. Afirmamos ainda que 2013 foi o ano em que conquistamos com a sua ajuda os maiores acessos. Mas, para nós que fazemos o Informações em Foco o que nos interessa não são propriamente os acessos em si, eles nada dizem.  A quantidade de visualizações só garantem sucessos a nós e principalmente a você, leitor, se servir para gerar debates, saudáveis (é precisa deixar claro). Só serve se se conseguir formar opinião. Desta feita, temos a convicção que estamos conseguindo atingir nossos objetivos.

Queremos manter esse compromisso no ano que se iniciará em pouco mais de 13 horas e reafirmar nossa maior finalidade que é, não sem razão, fazer deste espaço um portal de comunicação a serviço da cidadania.

Desta feita, afirmamos o nosso ideal, a saber:

A nossa caminhada é feito pelos nossos próprios passos. Toda via a magia destes passos só tem sentido se você, leitor, fizer parte dele.  Assim, que em 2014 possamos dar passos largos rumo ao nosso objetivo. Afinal de contas, o ano se finda e tão logo o outro se inicia... Como que alimentando o ciclo do ir e vir. Que possamos realimentar o espírito do protagonismo inerente em cada um de nós e possamos a cada dia ir nos tornando senhores de nossa própria história.

Estaremos sempre juntos.
A você leitor e propagador de nossas ideias, Forte Abraço!!! 
Continue Lendo...

Quem tem medo de mulheres negras de jaleco branco?

0 comentários



Cintia Santos Cunha, estudante de Medicina em Cuba fala
sobre preconceito racial no Brasil.
Reproduzimos abaixo palavras de uma estudante de medicina em Cuba que traduz um sentimento cultural vergonhoso da grande maioria do povo brasileiro sobre o negro, sobre a negra. O artigo foi publicado em primeiro mão no Blog Negro Belchior. Republicado no Carta Maior e, agora, ganha espaço neste blog, o Informações em Foco.

Eu já desde muito nova queria fazer Medicina… só que Medicina é um curso impensável para as pessoas de onde eu venho, para as pessoas como eu sou, negra, mulher, pobre, Capão Redondo. Ninguém sonha ser médico lá. Eu insisti que queria fazer medicina.” – Cintia Santos Cunha.

                            

Em seu texto sobre a polêmica dos médicos cubanos no Brasil e a reação de uma jornalista potiguar que escandalizou as redes sociais ao dizer que médicos cubanos pareciam “empregadas domésticas”, e que precisariam ter “postura de médico”, o que não acontecia com os profissionais cubanos, o professor Dennis de Oliveira sintetizou:

“(…) ela expressou claramente o que pensa parte significativa dos segmentos sociais dominantes e médios do Brasil: para eles, negros e negras são tolerados desde que em serviços subalternos. Esta é a “tolerância” racial brasileira.” (Grifo do Informações em Foco).

Essa mentalidade racista que sempre pressupôs o lugar do negro em nossa sociedade, contaminou milhares de jovens estudantes nas últimas muitas gerações. Isso somado ao descaso com a qualidade da educação pública faz com que, em sua grande maioria, jovens negros e/ou pobres sequer sonhem com universidades ou profissões “diferentes” daquelas nas quais percebem seus iguais.

HERDEIROS DE NINA RODRIGUES

A classe médica (e média) que hoje não se constrange em manifestar seu preconceito racial é herdeira de Nina Rodrigues. Racista confesso, o renomado médico baiano tentava dar cientificidade à sua tese sobre as raças inferiores.

Acreditava ele que os negros tinham capacidade mental limitada e uma tendência natural à criminalidade.

No final do século XIX, Nina Rodrigues combatia a miscigenação por acreditar que qualquer mistura poderia degenerar a raça superior branca. Mais ainda, defendia a existência de dois códigos penais: uma para os brancos e outro para as raças inferiores. Esses e outros absurdos podem ser observados em seu livro “As Raças Humanas e a Responsabilidade Penal no Brasil’.

A população negra perfaz mais de 50% da população brasileira, mas entre os formados em medicina o percentual foi de 2,66% em 2010. Na USP, por exemplo, são comuns listas de aprovados nos vestibulares mais concorridos sem sequer um único auto-declarado negro, como foi o caso deste ano de 2013. Isso se repete na Bahia, onde mais 70% da população é negra. Simbólica e triste a foto ao lado,que traz a turma de 2011 da Universidade Federal da Bahia.

A DECLARAÇÃO DE CÍNTIA, DO CAPÃO

Cintia Santos Cunha foi uma exceção. E ao a ouvi-la falar, ao perceber a postura de dignidade que todo ser humano pode – se quiser, carregar, independente de sua profissão, é possível entender o porquê de tanta oposição por parte das classes dominantes em relação à presença dos doutores de pele preta: a descoberta de sua mediocridade.

Médicos, imprensa e Conselho Federal de Medicina corporativistas, reacionários, cínicos e racistas, é para vocês a grande lição deixada pela estudante de medicina em CUBA, Cíntia Santos Cunha, que retornou a Ilha para concluir o curso em Fevereiro de 2014.

É do povo que vocês tem medo! E devem mesmo ter medo! Toda sua riqueza não é suficiente para compensar os mais de 500 anos de opressão.

Assistam e assustem-se!


Continue Lendo...

30 dezembro 2013

Informações em Foco aparece em primeiro lugar quando o tema pesquisado é Juventude

0 comentários



Publicamos neste domingo, 29, artigo do Jornal O Povo fazendo menção aos temas mais pesquisados no Brasil no ano de 2013. O Blog de Altaneira também fez artigo nesse sentido e constatou-se que esse portal está em primeiro lugar nas pesquisas do Google quando a temática em questão é Altaneira – Ce.


Ante a esse cenário e mesmo sem dispormos de tecnologias que nos permitam saber quais assuntos levam os altaneirenses a pesquisar na maior espaço de pesquisa da rede mundial de computadores com conexão a internet, o Portal de Comunicação Informações em Foco, lançado nessa rede em abril de 2011 é referência nas pesquisas quando o assunto em questão é “Juventude”.

Ao efetuarmos pesquisa na manhã desta segunda-feira, 30/12/13 constatamos que o Blog Informações em Foco aparece em Primeiro Lugar tendo como referência a temática “Juventude Politizada de Altaneira”.  Nesse quesito o Blog de Altaneira vem logo na sequência, conforme ilustrado na imagem acima.

Pesquisamos ainda sobre “Jovens Politizados” sem referencia ao nome “Altaneira”. Tomamos como base ainda “Jovens Politizados de Altaneira” e os resultados são sempre os mesmo. Estamos em primeiro lugar nas pesquisas tendo como norte a classe da juventude.

Vamos aos resultados no que tange de forma específica ao “Jovens Politizados”



1 – Informações em Foco: (http://www.informacoesemfoco.com/)

2 – Estadão: (http://www.estadao.com.br/)

3 – Sou Jovem Politizado: (http://soujovempolitizado.blogspot.com/)

4 – Jornal Jovem: (http://www.jornaljovem.com.br/)


6 – Unicap: (http://www.unicap.br/)

7 – Jovem IG: (http://jovem.ig.com.br/)

8 – Jovens Politizados: (http://jovenspolitizados.wordpress.com/)

9 – Minhoca na Cabeça: (http://www.minhocanacabeca.com/)

10 – Portal da Câmara: (http://www2.camara.leg.br/)

Quando pesquisamos por imagens a temática “Jovens Politizados de Altaneira” além do nosso Blog Informações em Foco, ganha destaque também os partais Blog de Altaneira e o da Secretaria Municipal da Educação desta municipalidade. Muitas delas dando ênfase a artigos relacionados aos resultados de eleições municipais, aos trabalhos dos vereadores e aos festejos da padroeira, conforme demonstrado acima:

É digno de registro ainda que criamos na rede social facebook um grupo denominado Jovens Politizados. Este conta hoje com mais de 1000 participantes. Clique aqui e faça parte desse espaço de debate:







Continue Lendo...

2014 será o ano de reconhecimento de Dilma, diz Lula em artigo

0 comentários



Lula sobre Dilma: Foi perseguida, presa e torturada durante
a ditadura, mas nunca abandonou suas ideias.
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva escreveu artigo no El País sobre a presidenta Dilma Rousseff, considerada pelo jornal espanhol uma das principais lideranças ibero-americanas de 2013. Lula avaliou que 2014 “será um grande ano para o Brasil”.

O país colherá os frutos que a presidenta Dilma semeou: a exploração do petróleo na camada do pré-sal; as concessões dos aeroportos, da rede ferroviária e dos portos; os grandes investimentos em educação, saúde e saneamento. Será o ano do reconhecimento da seriedade e da competência desta mulher brasileira de tanta coragem”, diz Lula.

O ex-presidente destaca os avanços sociais da gestão, a coragem da presidenta em enfrentar os protestos de junho e os investimentos em educação.

Abaixo o texto traduzido na íntegra:

Dilma Rousseff, o poder da coragem

Lutou desde muito jovem para transformar o Brasil. Na presidência, enfrentou, neste ano, com êxito, os protestos de junho e a espionagem dos Estados Unidos, que ela mesmo sofreu.

Luiz Inácio Lula da Silva

Se tivesse que escolher uma palavra que definisse o caráter da presidente Dilma Rousseff, essa seria coragem. Esta companheira lutou desde muito jovem para transformar o Brasil, para melhorar as condições de vida das pessoas mais humildes. Foi perseguida, presa e torturada durante a ditadura, mas nunca abandonou seus ideais. Em uma sociedade acostumada a ver sempre os homens em postos dirigentes, ela foi a primeira mulher secretária de Finanças do seu Estado, a primeira ministra de Minas e Energia do Brasil, a primeira chefe da Casa Civil, a primeira presidente.

Durante o meu governo, ela reorganizou o setor de energia levando a eletricidade a três milhões de casas nas zonas rurais. Dirigiu o maior programa de infraestrutura de nosso período que garantiu o crescimento econômico com uma grande inclusão social.

Em seu governo, o país alcançou a cifra de 36 milhões de pessoas resgatadas da miséria absoluta. Em meio a uma crise mundial, o Brasil da presidente Dilma é o país mais empenhado na luta contra o desemprego, que caiu para 5,2%.

2014 será um grande ano para o Brasil, e não só por causa da organização da Copa do Mundo de futebol. O país colherá os frutos que a presidente Dilma semeou: a exploração do petróleo na camada do pré-sal; as concessões dos aeroportos, da rede ferroviária e dos portos; os grandes investimentos em educação, saúde e saneamento. Será o ano do reconhecimento da seriedade e da competência desta mulher brasileira de tanta coragem.



Via Rede Brasil Atual

Continue Lendo...

29 dezembro 2013

Google: confira os temas mais pesquisados no Brasil, em 2013

0 comentários



MUNDO
TOP TRENDING MUNDIAL

1.Nelson Mandela – A morte, no início de dezembro, do líder sulafricano que desfez a segregação racial (Apartheid) em seu país e ganhou o Nobel da Paz em 1993, encabeçou as pesquisas do Google em todo o mundo.

2.Paul Walker – O ator norte-americano, astro da série de filmes Velozes e Furiosos, morreu num acidente automobilístico no início de dezembro

3.iPhone 5s – Sempre que a fabricante americana Apple lança uma novidade, vai para a lista dos mais procurados no Google.

4.Cory Monteith – Astro da série Glee, foi encontrado morto dia 13 de julho, num quarto de hotel no Canadá. Os indícios apontaram overdose.

5.Harlem Shake – A dança coletiva esquisita, de gente fantasiada alternando movimentos desengonçados e desencontrados, ganhou versões em vídeos por todo o mundo.

6. Maratona de Boston – O atentado ocorrido durante a corrida, em 13 de abril, em que duas bombas detonadas mataram três e feriram mais de 170 pessoas, assustou o mundo. O temor era de que pudesse haver algo semelhante ao 11 de setembro de 2001.

7. Bebê real – George Alexander Louis, o bebê real inglês e terceiro na sucessão ao trono, nasceu dia 22 de julho pesando 3,7 kg. O filho de Kate e William reacendeu o interesse sobre a família real da Inglaterra

8.Samsung Galaxy S4 – O aparelho da fabricante coreana, líder mundial em vendas, chegou em abril para assustar a concorrente Apple.

9.PlayStation 4 – Barato? No Brasil, começou sendo vendido por R$ 4 mil. O lançamento nacional foi em novembro. Nos EUA, saía por US$ 400 – menos de R$ 1 mil.

10.Coreia do Norte – A República Popular Democrática da Coreia chamou atenção em 2013 ao anunciar, em março, a intenção de um ataque nuclear preventivo aos EUA. O líder Kim Jong Un é considerado um jovem excêntrico e, por isso mesmo, perigoso à segurança mundial.

PERSONALIDADE

1.Nelson Mandela – O líder da África do Sul, mesmo com sua morte só acontecendo no final do ano, também foi a personalidade mais pesquisada em 2013.

2.Paul Walker – O novo Velozes e Furiosos 7, com filmagens que já haviam sido iniciadas com o astro americano, será lançado em 2015

3.Malala Yousafzai – A menina paquistanesa, de 16 anos, desafiou o radicalismo islâmico do Talibã por querer estudar. Foi baleada na cabeça para que silenciasse, mas sobreviveu e virou porta-voz da causa das mulheres de seu país.

4.James Gandolfini – Ator americano, protagonista da série Família Soprano. Morreu em julho deste ano, aos 51 anos, de um ataque cardíaco.

5.Miley Cyrus – A cantora americana, de 21 anos, ex-intérprete da personagem teen Hannah Montana, abusou de polêmicas no ano. A principal delas, na apresentação do Video Music Awards, em agosto, ao se apresentar seminua no palco e numa dança pra lá de provocante.

6.Oscar Pistorius – O corredor paralímpico sulafricano, o primeiro a competir entre atletas sem deficiência numa olimpíada, matou a namorada a tiros.

7.Jennifer Lawrence – Atriz americana, protagonista da série de filmes Jogos Vorazes. Em 2012, aos 20 anos, ganhou o Oscar

8.Aaron Hernandez – Astro do futebol americano, 24 anos, acusado em agosto de cometer um assassinato nos EUA

9.Charlie Hunnam – Ator e roteirista britânico, 33 anos, seria o protagonista do filme 50 Tons de Cinza. Em outubro, no entanto, surpreendeu ao desistir do papel.

10.Adrian Peterson – Astro do futebol americano, 33 anos. Perdeu o filho de dois anos, supostamente assassinato pelo padrasto da criança.

MOMENTO/ACONTECIMENTO

1. Maratona de Boston – O atentado assustou o mundo.

2.Tufão Haiyan – Matou 6 mil pessoas nas Filipinas.

3.Paralisação do Governo (nos EUA)

4.Copa do Mundo Fifa 2014

5.Ano Novo Chinês – O ano 4712 começa em 31 de janeiro

6.Australian Open – Torneio do circuito mundial de tênis

7.Eurovision Song Contest – Festival de música na Europa

8.Wimbledon – Torneio do circuito mundial de tênis

9.Guerra na Síria

10.Basquete europeu

PRODUTOS ELETRÔNICOS

1.iPhone 5s

2.Samsung Galaxy S4

3.PlayStation 4

4.Xbox One

5.Nexus 5

6.HTC One

7.iPad Air

8.Blackberry 10

9.Samsung Galaxy Note 3

10.Nokia Lumia 1020

BRASIL
TOP 10 NACIONAL

1.BBB 13 – O reality da Globo é imbatível em número de pesquisas ano após ano.

2.Telexfree – A empresa é acusada, pelo Ministério da Justiça e Ministério Público Federal, de uma das maiores fraudes financeiras do país. Teria montado uma espécie de “pirâmide financeira”, segundo as acusações, ludibriando investidores (cerca de 1 milhão) sob a fachada de uma provedora de telefonia via internet, não autorizada pela Anatel..

3.Salve Jorge – A novela global de Glória Perez ganhou fama na Internet pela história fantasiosa - de personagens que “fluíam” toda hora entre o Rio de Janeiro e a Turquia - e cheia de situações consideradas inverossímeis.

4.Enem 2013 – O Exame Nacional do Ensino Médio, para acesso às universidades brasileiras, vai sempre para as primeiras posições no ranking de pesquisa de temas no Google.

5.MC Daleste – Era esse o nome artístico do funkeiro paulista Daniel Pellegrini. Sua morte, a tiros e enquanto estava em cima do palco, foi filmada. Por isso foi para os top do Google no ano

6.A Fazenda – O reality da Record ganha audiência por polêmicas, baixarias e outras situações dos programas do gênero

7.Pronatec – O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego foi criado em 2011 para ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica.

8.Amor à Vida – A novela, que acaba em janeiro, segue dando audiência à Globo e ao Google.

9.PEC 37 – Em novembro de 2012, Comissão Especial da Câmara dos Deputados aprovou a Proposta de Emenda Constitucional que restringe apenas às Polícias Civil e Federal a competência para investigação criminal. Retirava a possibilidade do Ministério Público também apurar crimes. Foi uma das grandes polêmicas jurídicas do ano.

10.BBom – A Justiça também considerou “robustos indícios” de um esquema de “pirâmide financeira” nos negócios promovidos pela empresa, que vendia rastreadores veiculares. Os proprietários tiveram bens bloqueados.

CELEBRIDADE

1.MC Daleste – Funkeiro paulista, morto a tiros em julho enquanto cantava no palco.

2.Chorão – Roqueiro paulista, líder da banda Charlie Brown, cometeu suicídio em março.

3.Cory Monteith – Astro da série Glee. Morreu supostamente de overdose num hotel no Canadá.

4.Anitta – Funkeira carioca, intérprete da música Show das Poderosas.

5.Nanda Costa – Atriz que protagonizou a novela Salve Jorge. Ao posar nua, aumentou o interesse das pesquisas no Google

6.Antônia Fontenelle – Viúva do diretor de novelas Marcos Paulo, a atriz se envolveu em polêmicas sobre a herança do casamento e supostos namorados.

7.MC Gui – Aos 14 anos, faz sucesso cantando o chamado funk ostentação – as letras e os clipes exibem carros, mulheres e produtos bastante caros

8.Daniela Mercury – A cantora baiana reapareceu forte na mídia em 2013 ao se casar com a jornalista Malu Verçosa

9.Sasha Grey – Ex-estrela pornô norte-americana, agora autora de livros, passou alguns dias em São Paulo. Foi o bastante para ir à lista de pessoas mais pesquisadas.

10.Bruna Marquezine – A atriz aumentou a fama a partir do namoro com o jogador Neymar. Será protagonista da próxima novela das nove da Globo.

ACONTECIMENTO

1.Rock in Rio

2.Carnaval 2013

3.Tragédia de Santa Maria

4.Escolha do Novo Papa

5.Oscar 2013

6.Concursos Públicos 2013

7.Meteoro na Rússia

8.Jornada Mundial da Juventude

9.Manifestações

10.Páscoa

DISPOSITIVOS

1.iPhone 5s

2.Samsung Galaxy S4

3.PS4

4.Samsung Galaxy S3

5.Xbox One

6.Motorola RAZR D3

7.Moto X

8.Sony Xperia

9.iPhone 6

10.Nokia Lumia 520


Via O Povo
Continue Lendo...

A paranoia dos algozes

0 comentários



Na mira da ditadura: Walmor Chagas, Millôr Fernandes,
Heleno Fragozo,Cáio Mário, Roberto Marinho.
Arte: Carta Capital
Uma leva de documentos inéditos do Serviço Nacional de Informações (SNI) detalha o período em que a ditadura brasileira, acuada pela campanha internacional contra a tortura e as prisões de opositores, monitorou jornalistas e a direção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A instituição, mostram os papéis de 1976, era considerada pelo regime uma entidade subversiva e a serviço do Movimento Comunista Internacional, cujo objetivo seria a “agitação e a desmoralização dos “órgãos de segurança do País no exterior”.

“Esta má fé, caracteriza a posição do seu presidente, Caio Mário da Silva Pereira, elemento esquerdista e anti-revolucionário, bem como do seu vice-presidente Heleno Fragoso, militante comunista e notório defensor de presos subversivos, inclusive, do recém expulso Padre François Jentel, como bem mostram os prontuários respectivos (Anexo U)”, revela o informe redigido em português pedestre obtido por CartaCapital. “A representação da OAB, encaminhando a denúncia dos subversivos presos, é mais uma tática do MCI para desmoralizar e intimidar os órgãos de segurança, visando à sua neutralização atual e extinção futura.”

Durante a gestão de Caio Mário da Silva Pereira, lembra o atual presidente do conselho federal da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, houve deliberadas tentativas de vincular a Ordem ao Poder Executivo, “especialmente quando os militares tentaram transformá-la em uma espécie de departamento do Ministério do Trabalho”. “Foi uma reação ao então presidente, visto até hoje como símbolo de resistência à tentativa de ceifar a independência da OAB”, explica, antes de ressaltar que Pereira e seu sucessor, Raymundo Faoro, eram defensores dos direitos humanos, mas não necessariamente de esquerda. “Se olharmos a literatura do Dr. Caio, vemos que não se tratava de um comunista. Ele prezava pelos direitos civis, mas também pela propriedade privada. Faoro tampouco era comunista. Mas em ambas as gestões, na tentativa de restabelecer a dignidade da pessoa humana, a Ordem buscou revelar o que ocorria nos porões da ditadura.”

O regime linha-dura de Ernesto Geisel também demonstrava uma crescente preocupação com jornalistas e outros profissionais liberais, cujas ações eram monitoradas. Em 13 de março de 1976, uma lista com 127 nomes foi enviada ao comando do I Exército, juntamente com a documentação relativa aos “elementos de interesse daquele grande comando”. Nomes como Mino Carta, Milton Coelho da Graça, Millôr Fernandes, Ziraldo Alves Pinto, Walmor Chagas, Ancelmo Rezende Gois e Nelson Werneck Sodré compõem a lista. Até um aliado da ditadura, o empresário Roberto Marinho, não escapou.

O mesmo documento de março de 1976 registra ainda um episódio que revela a proximidade do dono da Rede Globo com a alta cúpula do regime. “Roberto Marinho, que inicialmente se mostrou incrédulo, no que se refere à infiltração comunista no ‘‘complexo – O Globo’’, manifestou ao CMT do I EX a intenção de demitir 17 (dezessete) jornalistas. Tais elementos foram denunciados, pessoalmente, pelo = CMT do I EX, a Roberto Marinho, como sendo elementos do PCB.” Ainda segundo o despacho, as demissões não teriam ocorrido à época a pedido do próprio comandante do I Exército: “(...) o CMT do I EX aconselhou a Roberto Marinho a não despedir os jornalistas, a fim de aguardar os trabalhos de ação psicológica, com o propósito de desmoralizá-los”.

Preso em 1964 e 1975 e integrante do grupo de “elementos” monitorados, Milton Coelho da Graça foi chamado pelo próprio Marinho, em 1976, quando deixou o cárcere, para comandar revistas do grupo, entre elas História do Rock, Vela e Motor e Arte Hoje. Embora não se lembre de demissões por motivos políticos na editora, no jornal ou mesmo na TV Globo, ele se recorda de “O Globo estar cheio de agentes responsáveis por passar informações à polícia e ao serviço secreto”.

Apesar da célebre frase “Dos meus comunistas cuido eu”, dita por Marinho em 1964 ao general Juracy Magalhães, ministro da Justiça do marechal Castello Branco, Coelho da Graça cita uma lista entregue por Magalhães a diretores de veículos com nomes de jornalistas proibidos de trabalhar na imprensa, especialmente como redatores responsáveis por finalizar o texto. “Eles achavam que quem controlava o que saía publicado eram os copydesks”, relembra.

À época, a pressão contra o regime de Geisel ocorria em duas frentes. Enquanto, no plano interno, os ditadores eram pressionados por denúncias de tortura e mortes em instalações militares, como escancarado em um extenso documento elaborado por presos políticos apelidado de “Bagulhão”, no plano externo, diversas entidades na Europa e nos Estados Unidos condenavam a tortura.

O mesmo documento que cita a OAB como parte do MCI define a entidade como uma das responsáveis por engrossar o coro da “‘campanha da Tortura’ no Brasil, da qual faz parte a denúncia dos subversivos e representação da OAB”. “Com apoio de D. Hélder Câmara, essa campanha alcançou repercussão no exterior, onde passou a ser patrocinada pelo Amnesty International, entidade que assumiu a liderança dessas difamações, visando ao descrédito do nosso País.” O relatório cita também o Livre Noir –Terreur et Torture au Brésil, editado em novembro de 1969 na França, o italiano Livro Bianco – Tortura in Brasil, que data de 1970, além das denúncias de tortura publicadas no Tricontinental, da Ospaaal (Organização de Solidariedade aos Povos da Ásia, África e América Latina), e na revista equatoriana Polemica.

Líder ecumênico metodista e coordenador do grupo de trabalho da Comissão Nacional da Verdade que investiga o papel das igrejas na ditadura, Anivaldo Padilha lembra que a campanha internacional acuou os militares. “Não apenas denunciávamos a tortura, mas expúnhamos a falácia do milagre econômico e demonstrávamos que a tortura era parte de um política de Estado organizada como instrumento sistemático de interrogatório e meio de aterrorizar a população”, conta o ex-coordenador da campanha nos EUA. Apesar de a Anistia Internacional ter se unido ao grupo em 1976, os esforços começaram anos antes, por intermédio de dom Hélder Câmara, arcebispo emérito de Olinda e Recife, que buscava denunciar a repressão no Brasil. Soma-se a isso o discurso do ex-presidente norte-americano Jimmy Carter contra as ditaduras na América Latina, ainda durante a corrida à Casa Branca, em 1976.

O relatório elaborado pelos presos e encaminhado pela OAB ao ministro Golbery do Couto e Silva, em 26 de novembro de 1975, cita não apenas métodos de tortura, mas nomes de agentes torturadores. Nele, 35 ex-presos políticos, entre eles o ex-deputado federal José Genoino e o ex-secretário de Direitos Humanos Paulo Vannuchi, relatam torturas a que foram submetidos, assim como prisões de advogados. O texto descreve métodos e instrumentos de tortura, como a “cadeira do dragão” (cadeira elétrica na qual a pessoa senta nu, com os pulsos amarrados aos braços da cadeira, e as pernas presas por uma trava), afogamento, “telefone” (aplicação de pancada com as mãos em concha nos dois ouvidos ao mesmo tempo), “soro da verdade” (uso de pentotal sódico ou barbiturato para produzir efeito de depressão gradativa dos centros bulbares), “tamponamento com éter” (aplicação de compressa embebida em éter na boca, nariz, ouvidos, pênis, vagina, provocando queimaduras), sufocamento, “crucificação”, e “injeção de éter” (que pode levar ao necrosamento dos tecidos atingidos).

Na análise do documento feita pelo SNI a Geisel, os militares revelam preocupação. “A cada denúncia de ‘torturadores’ ou de ‘desaparecidos’, e que traz como consequência a necessidade de processamento de dados para a elaboração das respostas esclarecedoras, ocorre, por outro lado, um surgimento de clima de desestímulo e de certa apreensão entre os componentes dos órgãos de segurança”, diz um dos informes. No mesmo texto, no qual confirmam as ordens para se torturar, como no trecho “cabe considerar que os elementos componentes dos Destacamentos de Operações Internas sempre atuaram no cumprimento das ordens emanadas dos escalões superiores”, lembram que “as providências para elaborar a informação sobre a denúncia formulada pela OAB concorreram para estimular o clima de apreensão”. Uma atmosfera que antevia o debate sobre a necessidade de punição dos repressores: “O objetivo imediato visado é o de dar continuidade à campanha no sentido de pressionar os órgãos de segurança, criando um clima para, no futuro, e, se possível, levar ao banco dos réus os integrantes mencionados”.
Via Carta Capital


Continue Lendo...